Dicas de Roteiro

11/08/2013

10 Dicas de Roteiro de Billy Wilder

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 09:20
Tags: ,

Aqui vão dez dicas do grande roteirista e diretor Billy Wilder (Se Meu Apartamento Falasse, Sabrina). O post original foi tirado do site Screenplay How To, e publicado por William Robert Rich:

Crepúsculo dos Deuses

Você viu Pacto de Sangue, Crepúsculo dos Deuses, ou Quanto Mais Quente Melhor ultimamente? Bem, eles ainda se mantêm. Tendo em conta que todos eles têm mais de meio século de idade, isso quer dizer alguma coisa. Com uma carreira que durou por mais de 50 longas, dando-nos alguns dos filmes mais memoráveis ​​de todos os tempos, futuros roteiristas estarão estudando os filmes de Billy Wilder por um longo tempo.

A lista abaixo foi obtida a partir de uma excelente leitura, Conversations with Wilder, de Cameron Crowe.

10 Dicas de roteiro de Billy Wilder

  1. O público é volúvel.
  2. Agarre-os pelo pescoço e nunca deixe-os ir.
  3. Desenvolva uma linha clara de ação para o seu personagem principal.
  4. Saiba aonde você está indo.
  5. Quanto mais sutil e elegante você for em esconder seus pontos de virada, melhor você é como escritor.
  6. Se você tiver um problema com o terceiro ato, o verdadeiro problema está no primeiro ato.
  7. Uma dica de Lubitsch: Deixe o público somar dois mais dois. Eles vão te amar para sempre.
  8. Ao fazer voice-overs, tome cuidado para não descrever o que o público já vê. Acrescente ao que eles estão vendo.
  9. O evento que ocorre na cortina do segundo ato desencadeia o final do filme.
  10. O terceiro ato deve progredir, progredir, progredir em ritmo e ação até o último evento, e então – é isso. Não divagueie.

========================================================

Uma boa escrita pra você hoje! =)

Anúncios

2 Comentários

  1. Brigadim pelas dicas sempre bacanas.
    Um convite: no blog tem um poema que pode ser interessante de ler no Dia dos pais.
    {8 ¬)

    Comentário por Shasça — 12/08/2013 @ 03:08

  2. Esta é importante: Deixe o público somar dois mais dois. Nao faça a soma para eles. Nao coloque seus personagens fazendo a soma para o publico. O barato do cinema é que nossas mentes desenvolvam raciocinios e descubram os eurekas.

    Comentário por Regia — 01/09/2013 @ 09:16


RSS feed for comments on this post.

%d blogueiros gostam disto: