Dicas de Roteiro

04/01/2013

Como Reconhecer uma Sitcom Ruim

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 07:00
Tags: ,

Este artigo é do roteirista de TV Charlie Hauck, e tirado do blog do também roteirista de TV Ken Levine:

Charlie_Hauck

Charlie Hauck é um ótimo escritor de comédia (FRASIER, MAUDE, etc.) e um autor hilário. Seu romance cômico sobre uma equipe de roteiristas lançando uma sitcom estrelada pela diva do inferno é tanto hilário quanto muito realista. O livro é chamado ARTISTIC DIFFERENCES e sua leitura vale a pena.

Em uma página ele explica como você pode descrever uma sitcom ruim. Regras simples, vale a pena repetir aqui.

1. Qualquer programa em que qualquer personagem, em qualquer momento da vida da série, diz as palavras "Ta da!" é uma sitcom ruim.

2. Qualquer programa em que um personagem diz a outro: "Para que servem os amigos?" é uma sitcom ruim.

3. Qualquer programa em que um personagem diz "Bingo!" no sentido de "Eureca!" é uma sitcom ruim.

4. Qualquer programa em que um ator ou atriz com idade inferior a sete anos diz coisas fofas em close-up é uma sitcom ruim.

5. Qualquer programa em que um ator ou atriz com idade superior a 75 anos diz coisas vulgares em close-up é uma sitcom ruim.

6. Qualquer programa que recorre ao uso de diálogo do Dr. Zarkov (termo apelidado assim por causa do vilão da série FLASH GORDON, onde um personagem diz a outro algo que ambos já sabem, para o benefício do público) é uma sitcom ruim.

Zarkov

7. Qualquer programa em que um personagem, nos minutos finais, diz: "Eu acho que todos nós aprendemos uma lição", e então passa a explicar qual é essa lição, é uma sitcom ruim.

E se eu [Charlie Hauck] puder acrescentar algumas das minhas próprias:

8. Qualquer programa onde a plateia no estúdio diz "Awwwwww" e os produtores deixam assim é uma sitcom ruim.

9. Qualquer programa que faz uma piada sobre a Kim Kardashian é uma sitcom ruim.

10. Qualquer programa com a Fran Drescher é uma sitcom ruim.

ARTISTIC DIFFERENCES

Nota: O Dr. Hans Zarkov na verdade era um dos mocinhos na série de filmes FLASH GORDON. O vilão se chamava Ming, o Impiedoso, mas era realmente o Dr. Zarkov quem fazia o diálogo expositivo.

Observação: Todas essas regras já foram quebradas de uma forma ou de outra em programas de sucesso. O importante é sempre estarmos conscientes dos clichês e usá-los a nosso favor. Fiquem à vontade para acrescentar as suas próprias regras nos comentários!

E boa escrita pra vocês hoje! =)

Anúncios

2 Comentários

  1. Discordo dos seus acrscimos:

    * *

    *9. Kim Kardashian * se fazem piadas at de DEUS, por que ela se salvaria? e * * *10. Fran Drescher ** em The Nany ela tem a voz **anasalada**, no sei se ela realmente tem este problema ou se s da personagem. A srie no era a quinta maravilha mas no geral era boa… e a voz dela irritante, era o q deixava engraado…* * * *Claro que tudo isto no meu ponto de vista…*

    Comentário por angeloalves1977 — 04/01/2013 @ 23:10

  2. eu adoro a Fran Drescher e seu sitcom da Nanny era hilariante. rico, tocava em preconceitos racieais e sociais, e nunca caia no lugar comum. Do mordono a loirona, tudo era meticulosamente apropriado, inspirador, penrsonagens sem jargoes, um exemplo de que um sitcom pode ser engracado e ,inteligente. Ganhou 13 nominacoes, e Drescher foi duas vezes nominada para o Globo de Ouro e Emmy, foi retransmitido em muitos paises, houve muitas adapdacoes e inspirou varios roteiristas e tem fas ate hoje. So acabou por conta do cancer que acometeu a atriz principal…. ,as outras regras sao igualmente tolas…o Hauck nao quis ensinar nada de util.. e as regras acrescentadas tambem nao sao uteis…. bjs….

    Comentário por Regia — 21/01/2013 @ 07:04


RSS feed for comments on this post.

%d blogueiros gostam disto: