Dicas de Roteiro

03/01/2013

Como Escrever o Seu Próprio Suspense Nórdico

Filed under: Livro,Roteiro — valeriaolivetti @ 07:00
Tags: , ,

Este artigo da edição de agosto de 2012 da revista Wired britânica é de autoria de Matt Hussey:

nordic

Um frio vento norte europeu se abateu sobre o mundo da televisão, do cinema e dos livros recentemente. Barry Forshaw, autor de Death in a Cold Climate: A Guide to Scandinavian Crime Fiction [Morte em um Clima Frio: Um Guia para a Ficção Policial Escandinava], revela as necessidades básicas ao se escrever um suspense gelado.

Dê ao seu herói um monte de problemas
Detetives em romances escandinavos tendem a ser indivíduos traumatizados, por isso não tenha medo de amontoar neuroses. "Kurt Wallander é uma das criações cruciais da ficção policial", diz Forshaw. "Seu peso em espiral e sua diabetes não ajudam, e a sua vida privada é uma bagunça. Torne as relações com os pais e/ou filhos deles tão carregadas quanto possível."

Não se coíba de um pouco de sangue
Isto é, afinal de contas, ficção policial. "O Redentor de Jo Nesbø é um coquetel de degradação urbana e violência brutal", explica Forshaw. "Isto também pode ser encontrado em O Último Ritual de Yrsa Sigurðardóttir, mas o critério de medição é a violência em torno de Lisbeth Salander em Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, de Stieg Larsson".

Combine o cenário com a sua história
O cenário de um suspense escandinavo é tão importante quanto os personagens e o enredo – e locações são, indiscutivelmente, personagens também. "Senhorita Smilla e o Sentido da Neve, de Peter Høeg, faz isso muito bem, transfixando o leitor com seu uso impressionante de locais de Copenhague e do clima polar, tão traumático para a heroína prejudicada e sensível à neve."

Estude o trabalho de seus pares
Faça sua pesquisa e esteja disposto a aprender com os melhores. "Não perca a dupla de ex-criminoso e criminologista, Roslund e Hellström, as mais acolhedoras Camilla Läckberg e Anne Holt, a saga do rei dos detetives particulares nórdicos, Gunnar Staalesen, o atmosférico Johan Theorin e os mais sombrios Jussi Adler-Olsen e Karin Fossum. Todos são essenciais."

Obscureça as fronteiras do bem e do mal
O Silêncio do Túmulo de Arnaldur Indriđason contém um bom exemplo de um personagem que trafega entre os dois lados da lei. "No computador de um homem assassinado é encontrada pornografia, e se constata que ele foi acusado de estupro", diz Forshaw. "Os limites morais não são claros." Este tipo de incerteza produz uma leitura envolvente.

Pense nas telas grandes (e pequenas)
O slogan da TV sueca e da empresa de produção Yellow Bird é: "Nós transformamos best-sellers em blockbusters". Ou coloque suas metas mais alto e vá para Hollywood: David Fincher refilmou Millenium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres e Martin Scorsese já assinou contrato para filmar The Snowman, de Nesbø. E por que escrever só um livro, quando você pode escrever toda uma série?

girl_with_the_dragon_tattoo_poster_large

Boa escrita nórdica pra você hoje! =D

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: