Dicas de Roteiro

10/04/2012

As 8 Dicas de Kurt Vonnegut de Como Escrever Um Bom Conto

Filed under: Livro — valeriaolivetti @ 08:00
Tags: , ,

Eu peguei esta lista no site do jornal The Atlantic.

 

1. Use o tempo de um completo desconhecido de tal forma que ele não vai sentir que o tempo foi desperdiçado.

2. Dê ao leitor pelo menos um personagem pelo qual ele possa torcer.

3. Todo personagem deveria querer alguma coisa, mesmo que seja apenas um copo de água.

4. Toda frase deve fazer uma de duas coisas – revelar o personagem ou avançar a ação.

5. Comece o mais próximo do final quanto possível.

6. Seja um sádico. Não importa o quão doces e inocentes [sejam] os seus personagens principais, faça com que coisas terríveis lhes aconteçam – a fim de que o leitor possa ver do que eles são feitos.

7. Escreva para agradar apenas uma pessoa. Se você abrir uma janela e fizer amor com o mundo, por assim dizer, a sua história vai pegar pneumonia.

8. Dê aos seus leitores tanta informação quanto possível, o mais rapidamente possível. Para o inferno com o suspense. Os leitores deveriam ter uma compreensão tão completa do que está acontecendo, onde e por quê, que eles poderiam terminar a história por si mesmos, se acontecesse de baratas comerem as últimas páginas.

Máquina de escrever e caneca

Boa escrita pra você hoje! =)

Anúncios

12 Comentários

  1. Olha… Já anotei as dicas Valéria, beijão amiga!

    Comentário por januária — 10/04/2012 @ 12:41

    • Oi, Januária! 😀

      Que bom que você gostou, eu também anotei as dicas! Rsrs! :mrgreen:

      Me perdoe o atraso na resposta, amiga, essa semana foi uma loucura, e ainda por cima tive uma infecção no dente que me deixou subindo pelas paredes de dor! Dureza!

      Obrigadão pela visita, querida! Um beijão!
      Valéria

      Comentário por valeriaolivetti — 17/04/2012 @ 10:25

  2. Obrigado pelas dicas, as sete primeiras estão sempre na minha “lista”. Mas confesso que estou tentando entender o sentido da última.

    Comentário por André — 11/04/2012 @ 17:01

    • Oi, André! Não há de quê! =)

      Me perdoe o atraso na resposta, é que tive uma semana difícil (vide mensagem acima).

      Quanto à última dica, ela pode ser muito eficiente, mas muito perigosa também. Digo eficiente no sentido do escritor fazer um bom trabalho de introduzir e desenvolver a história e os personagens, de modo que o final desejável já esteja se prenunciando. Por outro lado, o final desejável para o leitor deve ser escrito de forma surpreendente, para que, se o mocinho for vencer o vilão e ficar com a mocinha no final, a maneira como isso acontece não seja clichê e totalmente previsível, tornando a história chata e superficial. Dar essa dica que ele deu é uma coisa, conseguir realmente fazer isso sem cair na mediocridade é bem difícil.

      Um abração, André, e muito obrigada pela visita!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 17/04/2012 @ 10:38

  3. Desculpa pelo comentário anterior. O WordPress logou em um perfil beeem antigo que eu tinha e nem sabia que existia. Bom, sou eu Fernando, leito de longa data aqui do blog.

    ************************************************************

    Valéria, Valéria, Valéria!!! Comecei hoje o curso de roteiro de TV na Academia Internacional de Cinema aqui em SP. MEU DEUS!! O QUE É ISSO? Esse mundo fantástico realmente existe! Estou quase chorando de tanta alegria. O professor pediu a premissa, tema e storyline de nossas ideias para série na próxima aula! Vou falar sobre algo que levo a sério com pessoas que também levam isso a sério, não com qualquer “amigo” que só balança a cabeça e diz “ah, legal”, assim que você termina. Nós vamos discutir essas ideias.

    Sempre soube que eu tenho um problema com meu tema, mas agora é a hora de definí-lo.

    Fiquei muito surpreso por alguns ali estarem apenas para aprender sobre o processo, e não porque gostariam de figurar na área, então esses foram pegos de calças curtas ao receberem o briefing. Mas todos muito simpáticos, sabem falar bem, inteligentes, DEUS…! Essa não é minha realidade e eu adorei! É a realidade que eu quero.

    Se todas as aulas forem mágicas como essa foi, a cada dia que passar saberei mais e mais que é isso que quero para mim. Foi para isso que nasci e tive a oportunidade de “me encontrar”. UAU.

    Meu professor é o Ricardo Tiezzi. Fantástico! Ele não é só um professor. Ele tem a prática, ele sabe com é o “real deal”.

    Eu cheguei em casa correndo e aqui foi o primeiro lugar que pensei em vir expressar toda essa minha alegria, porque sei que aqui todos valorizam a profissão e temos um sonho em comum. Eu só posso esperar pelo melhor: não só ter essa felicidade agora, como conseguir estendê-la pelo resto da minha vida.

    Grande abraço.

    Comentário por Fernando — 11/04/2012 @ 23:47

    • Oi, Fernando!

      *(Eu aprovei só o seu último comentário, pois os outros dois foram iguais, e com o mesmo perfil, não estavam diferentes.)

      Me perdoe a demora na resposta, eu nem pude entrar no computador nos últimos dias! 😦

      Puxa, fiquei babando!! Que super ter uma aula mágica assim. Estou torcendo para que saia um “roteirão” seu desse curso. =)

      É curioso notar que tem muita gente que entra num curso desses mas não tem interesse em praticar o que está aprendendo (ou até gostaria, mas talvez ainda não tenha auto-confiança de produzir algo).

      É bem capaz de você engatar de vez na carreira agora, e neste curso ainda pode encontrar parceiros, caso deseja fazer algo em dupla ou em grupo, são muitas as possibilidades a explorar!

      Eu quero te agradecer de coração, Fernando, por você vir compartilhar essa emoção e alegria aqui conosco, fiquei muito feliz mesmo!

      Eu estou torcendo muito para que todas as aulas sejam mágicas assim, e que este seja apenas o comecinho de uma carreira fantástica!

      Um abração!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 17/04/2012 @ 14:10

  4. Olá Valéria, tudo bem?
    Sempre visito seu blog. Sou roteirista profissional e considero sempre bom ler e ouvir coisas a respeito do nosso trabalho para que não as esqueçamos. Já peguei muitas dicas aqui que no momento em que estava solitária, frente a frente com o Final Draft me ajudaram muito.
    Parabéns de verdade pelo blog.
    Aproveito para divulgar o meu também
    http://www.fredoyoubrokemyheart.wordpress.com
    Obrigada.

    Comentário por Tatiane de Mello — 17/04/2012 @ 23:13

    • Olá, Tatiana, seja bem-vinda! =)

      Fico muito feliz de ter sua companhia aqui no blog. Obrigada pela força!

      Gostei muito do seu blog, tanto que ele já está nos favoritos do Dicas!

      Muito legal também o fato de você fazer serviços de script doctoring, tem um montão de gente que me pede indicações de profissionais que fazem isso, a partir de agora eu posso indicar você também. 😀

      Um abração, Tatiane, e obrigada pela visita!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 21/04/2012 @ 10:07

  5. Valéria! Eu gostaria muito que você me mandasse sites q tem roteiros de sitcom online,pode ser até em inglês…Há!Você sabe onde tem curso de roteiros aqui em São Luis-Ma? Valeu!

    Comentário por Lucas — 18/04/2012 @ 19:40

    • Oi, Lucas, como vai? =)

      No site do Fernando Marés (http://roteirodecinema.com.br/roteiros/televisao.htm) tem alguns roteiros em português de séries brasileiras, mas eu creio que você esteja querendo são roteiros de sitcoms americanas, não é? Neste caso, só conheço em inglês mesmo. No site Simply Scripts (http://www.simplyscripts.com/tv.html) tem vários roteiros de seriados. Apenas atente que quando estiver escrito “transcript” na definição do tipo, isso significa que aquele não é o roteiro original, é apenas a transcrição dos diálogos feita por um telespectador.

      Quanto a cursos, o site do Fernando também costuma estar sempre atualizado, ele publica cursos de roteiro de todo o país. Vale a pena conferir esta página regularmente: http://www.roteirodecinema.com.br/cursos.htm

      Um abração, Lucas! =)
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 21/04/2012 @ 10:20

  6. As dicas são básicas, mas nós nos esquecemos delas no processo de escrita do roteiro. Talvez por isso, por serem tão simples. Por isso são importantíssimas essas dicas.

    Um abraço Valéria.

    Saúde e sucesso sempre!!!!!

    Comentário por Paulo Henrique — 25/04/2012 @ 14:42

    • Oi, Paulo Henrique! =)

      É verdade, quase sempre as coisas mais simples são as mais importantes, e também as que a gente esquece mais fácil. A gente fica com tanta coisa complicada e tanta minhoca na cabeça que acaba precisando desses lembretes de vez em quando para não sair do rumo, não é mesmo?

      Um abração, Paulo, obrigada pela visita, e saúde e sucesso pra você também, sempre!!! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 30/04/2012 @ 13:29


RSS feed for comments on this post.

%d blogueiros gostam disto: