Dicas de Roteiro

28/01/2012

É Arriscado Escrever Em Especulação Algo Em Domínio Público?

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 08:00
Tags: ,

Eis mais um texto do roteirista John August sobre adaptação, para fecharmos a série sobre este assunto:

pile_of_books

Ultimamente eu tenho adaptado romances e contos que estão em domínio público, e estou preocupado de que algum produtor para quem eu envie uma carta de consulta possa simplesmente esquecer de mim e contratar uma outra pessoa para adaptar o mesmo romance depois da minha carta de consulta colocar em sua cabeça que aquilo daria um bom filme.

Agora, eu sei que roubar ideias raramente acontece e que não há nada que eu possa fazer para proteger os meus direitos com uma história de domínio público, mas se um produtor para quem eu enviar uma carta de consulta decidir adaptar o mesmo romance que eu adaptei sem usar o meu roteiro, bem, então o meu roteiro está praticamente anulado, certo?

Basicamente, eu estava curioso para saber se você acha que eu deveria parar de me preocupar e tentar vender essas adaptações, ou eu devo focar em tentar vender os outros dois roteiros que escrevi (que são baseados em histórias verdadeiras das quais eu detenho os direitos) e, a seguir, sacar as minhas adaptações logo que eu forjar uma relação de trabalho com um produtor?

– Rob
Ohio

Seria chato se um produtor, ao ler a sua carta de consulta (ou ouvir a apresentação de sua ideia), decidisse sair correndo e usar o mesmo material de domínio público como base para o roteiro de um escritor diferente? Sim.

Isso é provável? Na verdade, não.

Digamos que você escreveu uma adaptação de algum trabalho menos conhecido de Christopher Marlowe. Digamos, "Dido, A Rainha de Cartago". É improvável que o produtor saiba alguma coisa sobre a história, por isso, se a sua apresentação (ou carta de consulta) for interessante o suficiente para ele querer saber mais, ele vai ler o seu roteiro. A essa altura, você já teve sucesso em fazer um produtor ler o seu material, e esse é o objetivo principal das apresentações e cartas de consultas neste estágio de sua carreira.

Claro, você espera que ele o ame e queira produzi-lo. Mas tudo isso depende da reação dele à sua escrita. Se ele gostar de sua escrita, e gostar da ideia, você é ouro. Se ele não gostar de sua escrita, a perda é dele.1

De qualquer maneira, eu acho improvável que o seu roteiro de repente acenda um interesse em uma propriedade literária por muito tempo ignorada. Tenho certeza de que há casos em que isso aconteceu, mas parecem exceções, e não a regra. Assim, se o melhor roteiro que você tem disponível é uma adaptação de uma peça de domínio público, com certeza mostre-o para as pessoas ao redor.

1 Como um lembrete, eu presumo que todo mundo que escreve uma pergunta aqui seja um roteirista fantástico. Este é um postulado absurdo, mas me permite dormir melhor à noite.

=====================

Boa escrita pra você!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: