Dicas de Roteiro

23/01/2012

Quem Vai Comprar o Meu Roteiro Televisivo?

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 08:01
Tags: ,

O texto de hoje é de autoria de Hans Tobeason e foi tirado do site da Writers Store:

Sou um roteirista

Eu sou um roteirista.

Tudo o que você disser pode e será usado

no meu próximo roteiro.

Pergunta: Eu escrevi um roteiro, que foi finalista em um concurso de respeito. Eu acho que ele seria bom para a televisão. Embora eu saiba como abordar produtores e agentes de cinema etc., eu não sei como entrar em contato com lugares como Lifetime, Fox Family etc. Você tem alguma sugestão?

Hans Tobeason: O problema fundamental aqui é que a maioria dos estabelecimentos legítimos – tais como redes de TV aberta e a cabo – não têm o hábito de ler roteiros não solicitados. Com toda a probabilidade, eles vão devolver o envelope de um roteiro sem abrir. A razão para este comportamento inamistoso é simples – ações judiciais. Deste modo, eu acredito que não seja realista nem mesmo tentar enviar o seu roteiro diretamente para uma rede.

Acredito que a resposta para esta pergunta esteja embutida dentro dela: em vez de abordar ‘produtores e agentes de cinema etc.’, você precisa abordar produtores e agentes de TV etc. (e não se esqueça dos empresários). Agentes são, na maioria das vezes, a mesma coisa (de TV e cinema), pelo menos por agência (do mesmo modo que os empresários). Um recurso para encontrar agentes é o site WGA West (clique em "Lista de agentes" no menu). Um agente (ou empresário) tem um processo bem definido e batido pelo tempo de alcançar os compradores, embora até aqui uma ação judicial de vez em quando mostre a sua cara feia. Outros recursos incluem qualquer um dos vários diretórios profissionais disponíveis que listam agentes, empresários, companhias produtoras etc.

======================

Boa escrita pra você! =)

Anúncios

4 Comentários

  1. Oi Valeria,
    sou fã do blog, embora não seja roteirista, mas só uma interessada pelo assunto – por enquanto.
    Tem alguns posts, como esse, por exemplo, que eu adoraria ler a “versão brasileira”. Digo, como fazemos para vender no Brasil? Ou, onde a gente acha a lista de consultoria de roteiros, daqui, das terras tupiniquins? Existe?
    obrigada pelas postagens, sempre tão cheias de incentivos! 🙂
    um beijo
    Kika

    Comentário por Kika — 23/01/2012 @ 15:37

    • Oi, KIka, seja bem-vinda!

      Entrar neste ramo é bem complicado. Como atualmente tem havido um interesse crescente nesta profissão, o meio anda com muito mais oferta do que demanda, e as produtoras e emissoras de TV estão agindo cada vez mais como os americanos, se fechando e exigindo agentes e currículo para serem abordadas. Acho mais fácil começar fazendo sucesso primeiro (fazendo curtas que sejam premiados, escrevendo ficção – em livros ou na internet, que seja bem-sucedida, trabalhando em publicidade, e por aí vai, a sua criatividade é o limite). Muita gente da área começou assim.

      Quanto a serviços de consultoria, eu só conheço dois, mas não sei se ainda estão trabalhando nisso. Um é o Hugo Moss, e o outro é o Fernando Marés. Talvez você tenha que telefonar para contatá-los, eu soube há um tempo atrás que por e-mail eles não estavam respondendo (mas talvez já estejam respondendo agora, também não custa tentar).

      Um beijo, Kika, obrigadão pela força, e volte sempre!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 24/01/2012 @ 11:32

  2. É lamentável saber que o roteirista brasileiro passe por isso, vendo o seu trabalho ser recusado por outros profissionais de televisão. Há tantos roteiros maravilhosos presos nas gavetas e loucos para entrarem em cena e mostrar a arte do povo brasileiro. A mini-séries e séries produzidas pela televisão brasileira estão tautológicas, cansativas, maçantes, precisando de gente nova, tanto roteiristas, quanto produtores, diretores, etc. Tenho também guardadinho na minha gaveta (computador – programa CELTX) um grande roteiro feito para a televisão, com 12 capítulos, coisa de primeiro mundo, com tema em torno de mistérios do tempo do arcadismo brasileiro (1780…). Já pensei em postá-lo para algumas emissoras de tevê, mas, infelizmente, fico desanimado, principalmente depois de ler este artigo, qual denota a dificuldade de um roteirista em apresentar o seu trabalho para a televisão.., A GLOBO por exemplo, informou a mim, por e-mail que já tem os seus próprios roteiristas e que não recebem roteiros de ninguém. ENTÃO, EU PERGUNTO: COMO VIVE O ROTEIRISTA NO BRASIL E NO MUNDO?

    Comentário por Francisco Rodrigues Júnior — 24/01/2012 @ 01:12

    • Oi, Francisco!

      Tem toda a razão, o próprio Aguinaldo Silva fez sua masterclass de roteiro a fim de conseguir ajudantes, já que a Globo deixou de fazer suas Oficinas de Roteiro, e neste ritmo eles vão acabar ficando sem profissionais se não se renovarem. Mas a sua ideia pode ser bem-vinda na TV Brasil. Ocasionalmente eles exibem mini-séries brasileiras históricas. Você pode procurar as produtoras que fazem estes programas a fim de oferecer o seu. Pode ser uma saída melhor do que a Globo.

      Quando o Jô Soares quis deixar de ser humorista para ser apresentador de talk show, ele não conseguiu abertura na Globo (e olha que ele já era veterano lá!), então foi para o SBT, onde tornou-se um sucesso. Daí o próprio Roberto Marinho ficou anos insistindo para que ele voltasse. Pelo jeito, tanto para entrar na Globo quanto em Hollywood, a gente tem que mostrar nosso valor primeiro, para só então as portas se abrirem para nós.

      Quanto à sua pergunta, tenho postado muitos artigos que mostram a (cruel) realidade dos roteiristas de Hollywood. Não é um conto de fadas, longe disso. É uma ralação (e aporrinhação) infernal. Leia o artigo de amanhã, só para ter uma ideia.

      Mas, como nós amamos este ofício, continuamos na esperança de que nos aconteça o que aconteceu com o Terry Rossio, que emplacou o sucesso com Os Piratas do Caribe, e agora ele deve ter muito mais bala na agulha para lidar com os executivos de estúdio.

      Um grande abraço, Francisco, eu estou na torcida para que você consiga ver seus roteiros exibidos na TV em breve! Sucesso!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 24/01/2012 @ 11:53


RSS feed for comments on this post.

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: