Dicas de Roteiro

07/11/2011

6 Comentários

  1. Pulou. Dançou. Morreu. Fim!
    Viu só, provocaram, de novo, o modo de escrever, contando os fatos, dizendo tudo o que o personagem irá fazer. Não gosto de pessoas que não falam. Sou tagarela.

    Valéria, outro enorme abraço, porque eu gosto de você, acho maravilhosa em tudo o que escreve e depois, ainda responde. Você é uma pessoa gentil, mãe maravilhosa (acertei!!?) e a paixão pela literatura deve ser o seu maior sonho realizado em vida.

    Ou simplesmente:

    Valéria, você é uma graça!!!

    Qual a sua preferência de roteiro?!!!

    Abraços!

    Comentário por Cilas Medi — 09/11/2011 @ 13:04

    • Rsrs! :mrgreen: Ai, ai, Cilas, assim você me deixa SEM graça!! Rsrs!! 😀 Mas obrigada pelo carinho, gentil é você! ^_^

      Desde criança eu tenho talento pra escrever, minhas professoras de português sempre me diziam que eu deveria ser escritora, mas eu sempre respondia que o que eu queria era fazer filmes. Acho que escrever roteiros acabou sendo o ponto de encontro dessas duas tendências.

      E, quanto à minha preferência de roteiros, na verdade eu não tenho um tipo específico. Gosto de roteiros que me surpreendem. Apesar de ter uma queda explícita por filmes de terror (exceto aqueles de serial killers sádicos, que eu acho soníferos), se um roteiro tem um bom enredo, bons diálogos, bons personagens e sai do clichê que está o cinema atual, isso já me torna uma super fã. Na verdade, se tem um ou dois desses elementos, eu já fico satisfeita, mas hoje em dia até isso tá difícil! 😯

      É isso, Cilas, depois você me conta qual é o seu tipo de roteiro preferido! 😉
      Um abração e um ótimo dia pra você! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 10/11/2011 @ 09:44

  2. Oi, Valéria, td bem?

    Esse “UM-MINUTO-POR-PÁGINA” é algo com que o roteirista precisa se preocupar ou isso cabe aos produtores e/ou diretores?

    Se for um problema do roteirista, como vou saber quando estou escrevendo no ritmo certo? Há uma lição sobre isso?

    Parabéns pelo blog, pelo seu trabalho, você é ótima!

    Comentário por Elton Martins — 09/11/2011 @ 23:18

    • Oi, Elton, como vai?

      Em primeiro lugar, obrigadão, pelo elogio e pela companhia, fico muito feliz por estar ainda conosco nesta jornada! =)

      Para conseguirmos ficar na média de um minuto de filme por página, é necessário seguir a formatação correta de roteiro, usada por Hollywood. Você pode encontrar posts sobre isso no nosso Índice de Posts nesta coluna aqui à direita do blog, ou pode usar direto um software de formatação para te facilitar a vida. Para cinema, eu uso o Celtx, que é de graça e em português, mas ele não é bom para formatação de TV. Neste caso, o melhor seria o Final Draft, mas é meio carinho, então dá pra você usar o Word mesmo, é só fazer a tabulação nele e salvar as configurações. Veja a lista de programas de roteiro no maravilhoso site do Fernando Marés, lá tem tudo. Aproveite a visita e leia uns roteiros também, aí você vai ver melhor como os roteiristas profissionais usam o ritmo das falas e das cenas, fazem as descrições e por aí vai. Visualizar o trabalho dos outros ajuda muito. Também tem muitos livros gratuitos com roteiros brasileiros para baixar no site da Coleção Aplauso. Vale a pena ler todos.

      Um abraço grande, Elton, e ótima escrita pra você! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 10/11/2011 @ 09:59

  3. Oi Valéria!

    Quanto à dúvida relatada no texto, realmente é só usar um software de formatação que não há problema nenhum em exceder o “um minuto por página”.

    Além disso, Valéria, parabéns pelo seu post de número 500. Seu sucesso se vê a cada texto postado e comentado por todos os seus leitores. E, com certeza, a sua resposta aos nossos comentários demonstra toda a atenção dispensada ao blog e, consequentemente, a todos nós. Mesmo quando doente ou muito atarefada, sempre dá um jeito de responder as nossas dúvidas.

    Mais uma vez parabéns e, continue assim.

    Abraços Valéria!!!!!

    Comentário por Paulo Henrique — 11/11/2011 @ 15:03

    • Oi, Paulo Henrique! 😀

      Noooossa, nem percebi que tínhamos chegado aos 500!! Você tá bem antenado, heim? Puxa, muito obrigada pela força e incentivo que sempre me deu, e pelas muitas contribuições que sempre enriqueceram o blog. Eu me sinto abençoada e privilegiada por esse contato e esse carinho de todos vocês, e é um prazer sempre conversar com todos (para ser honesta, eu aprendo muito mais do que ensino. E me divirto muito também! :mrgreen: ). Frequentemente eu fico muito mais chateada de não poder fazer o blog do que com a própria doença ou com os problemas que surgem e me atrapalham! Isso mostra o quanto vocês são importantes pra mim. S2

      Eu sei que minhas palavras nunca serão suficientes pra expressar a minha gratidão, mas mesmo assim, OBRIGADÃO!!! =D

      Um abraço grande, Paulo Henrique, um ótimo fim de semana pra você! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 12/11/2011 @ 11:01


RSS feed for comments on this post.

%d blogueiros gostam disto: