Dicas de Roteiro

19/03/2011

Transformada, Não Transferida

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 11:56
Tags: , ,

O texto de hoje é de autoria de D. B. Gilles, e tirado do site Hollywoodlitsales:

Baseado numa história verdadeira original

Roteiristas jovens ou principiantes tendem a ter problemas em encontrar histórias para contar. Com frequência, eles caem na armadilha de escrever o que sabem. Apesar dos numerosos livros sobre escrever romances, peças teatrais, contos e roteiros que lhe dizem para "escrever o que você sabe", isso é enganoso.

Escrever o que você sabe é muitas vezes interpretado no sentido de "escrever o que você vivenciou". Bem, isso é legal de fazer, conquanto você não esteja escrevendo sobre algo EXATAMENTE do jeito que aconteceu.

Lembro-me de uma aluna em particular que era incapaz de escrever qualquer coisa que ela NÃO TIVESSE vivenciado. Ela era divorciada, então ela escreveu sobre seu divórcio. Ela tinha uma mãe abusiva, então ela escreveu sobre sua mãe abusiva. Ela teve um caso com seu chefe, então ela escreveu sobre ter um caso com seu chefe.

Quando ela trazia suas páginas para a sala de aula e algumas cenas ou trechos de diálogos eram questionados por mim ou por outros alunos, ela dizia: "Mas foi exatamente assim que aconteceu." Isto levava a uma discussão sobre o quanto do que "realmente aconteceu" deve entrar no roteiro.

Eu disse para ela (e para muitos outros estudantes que cometeram o mesmo erro) que se você escrever próximo demais da maneira que aconteceu, você não está escrevendo um roteiro. Você está fazendo um documentário.

O melhor conselho que eu já ouvi sobre o assunto veio de um livro maravilhoso sobre dramaturgia chamado "Write That Play" [Escreva Aquela Peça], de Kenneth Thorpe Rowe, publicado em 1939. Ele disse: "A vida deve ser transformada, não transferida."

Falou e disse.

escrever

Boa escrita pra você hoje!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: