Dicas de Roteiro

25/01/2011

“Dez Regras Para Escrever Ficção”: Zadie Smith

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 11:24
Tags: ,

Eis mais uma parte do artigo do The Guardian, com dicas de escritores famosos. A série foi indicada pelo roteirista Scott Myers:

Typewriter-stickers-1

1. Ainda criança, certifique-se de ler um monte de livros. Gaste mais tempo fazendo isso do que qualquer outra coisa.

2. Quando adulto, tente ler o seu próprio trabalho como um estranho leria, ou melhor ainda, como um inimigo leria.

3. Não romantize a sua "vocação". Ou você consegue escrever boas frases ou não consegue. Não existe nenhum "estilo de vida de escritor". Tudo o que importa é o que você deixa na página.

4. Evite as suas fraquezas. Mas faça isso sem dizer a si mesmo que as coisas que você não consegue fazer não valem a pena serem feitas. Não mascare a insegurança com o desprezo.

5. Deixe um espaço de tempo razoável entre escrever algo e editá-lo.

6. Evite panelinhas, gangues, grupos. A presença de uma multidão não vai tornar a sua escrita nada melhor do que ela é.

7. Trabalhe em um computador que esteja desconectado da internet.

8. Proteja o tempo e o espaço em que você escreve. Mantenha todo mundo afastado dele, mesmo as pessoas que são mais importantes para você.

9. Não confunda honra com realização.

10. Diga a verdade através de qualquer pretexto que aparecer, mas conte-a. Conforme-se com a tristeza vitalícia que surge de nunca estar satisfeito.

www.malvados.com.br

Boa escrita pra você hoje! 😀

Anúncios

4 Comentários

  1. Oi valeria! É o vinicius!
    No artigo passado deixei um comentario, mas não expliquei direito! Meus amigos não leem o que eu faço… Eles no máximo escutam eu contar a história( o que eu não sou muito bom). Nem com uma propina muito alta eu consigo fazer com que eles leiam! Eles são a preguiç encarnada em gente, mas pelo menos comentam o que eu conto da historia a eles, pelo menos.
    Eu escrevo no site nyah fanfiction, e agora estou dando uma ajuda no roteiro da história de algums pessoas! Depois de conhecer seu blog e o livro Como escrever um best-seller, mudei muito a minha visão de narrativa, enredo, personagens! Enxergo tudo como se eu visse além das palavras e entrasse na carne do texto,como se eu observasse suas células em um microscópio e entendesse o funcionamento de cada coisinha ali de dentro!
    Vendo isso me sinto ótimo, isso me da animo e força pra tentar mais e mais! Eu queria agradecer a você e a ao autor do “ceubs”, e como não posso agradecer a ele também digo a você um obrigado em dobro por tudo e principalmente por estar no meio do saara e não deixar de atualizar o blog!
    Obrigado!

    Comentário por vinicius — 03/02/2011 @ 17:19

    • Oi, Vinicius! 🙂

      Aaah, entendi! Esses são os mesmos amigos que estão fazendo a HQ que você está adaptando? Se for o caso, eles são seus colegas de trabalho, e se não estão lendo o seu roteiro, você tem todo o direito de reclamar e chamá-los de preguiçosos! :mrgreen: Mas, como você disse, pelo menos eles escutam e comentam, isso já é alguma coisa! 😀

      Super legal você estar ajudando outras pessoas a escreverem roteiros, esse é o melhor agradecimento que você poderia me dar (junto com escrever suas próprias histórias), pois esta é uma “corrente do bem” que eu espero que dê muitos frutos, que melhore e avance com o mercado audiovisual de todo mundo que fala português. Saber que você está fazendo isso me deixa muito orgulhosa, Vinicius, de verdade! 😀 😀 😀 😀

      Obrigadão pela força, Vinicius, estou muito feliz!! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 06/02/2011 @ 11:31

  2. Valéria!
    Olha, devo confessar que até fiquei emocionado com o seu grande conselho sobre meu “mommy-issues”. Poucas pessoas com quem convivo poderiam me dizer algo motivador, sincero e de modo tão preocupado comigo como você fez. Fiquei muito feliz ao ler e saber que esse é meu lugar.
    Em resposta a sua resposta: graças a Deus eu devo ter um pouco de bipolaridade. Porque ao mesmo tempo em que aquelas críticas fantasmas voltam a me assombrar e me deixam em um estado depressivo de uma hora para outra, eu também consigo me motivar, levantar a cabeça e manter o foco em meu objetivo e seguir em frente.
    Acho que você gostará de saber que finalmente a bíblia da minha série está pronta! Após SETE versões (OITO se contar o roteiro com a ideia original da série), um ano de trabalho, e acho que finalmente consegui deixar a série como eu queria. Espero que até segunda-feira o documento esteja a caminho da Biblioteca Nacional, aí no Rio, para ser registrado. No WGA a série está registrada desde a terceira versão e sinto o maior orgulho e felicidade ao ficar contemplando o certificado emitido e assinado pelo próprio sindicato.
    Agora é dar mais algumas revisões na primeira temporada que já está toda planejada, e finalmente se embrenhar no episódio piloto. Medinho.
    E sobre o texto, vou ver se guardo essa regra número um para uma próxima vida e a regra sete: “Trabalhe em um computador sem internet” deveria ser o primeiro mandamento para qualquer um que queira se meter a escrever. Na verdade, não precisa nem ser um PC sem internet. Fechar o browser enquanto escreve ajuda muito a manter a atenção, porque sem internet já não dá, afinal sempre tenho que pesquisar uma coisinha para o que estou escrevendo.

    Comentário por Fernando — 03/02/2011 @ 22:58

    • Oi, Fernando! 😀

      Que bom que você gostou do que eu disse, foi de coração! E você não é bipolar, o que acontece simplesmente é que o seu amor pela escrita faz você superar todos traumas e obstáculos. E isso é ótimo, significa que nada nem ninguém vai conseguir te tirar do seu caminho, aconteça o que acontecer!

      E… UAU! UAU!! UAU!!! Oito versões da bíblia da sua série?! Isso é lindo, super, fantástico, espetacular!! Tenho certeza de que agora escrever os episódios será bem mais tranquilo. E esse medinho, esse frio na boca do estômago que a gente tem quando começa a encarar um roteiro, é quase igual ao frio na barriga que a gente tem quando termina, estranho, não? Mas que é bom, é bom! :mrgreen:

      Você tem razão quanto a fechar o browser, a internet já tornou-se uma ferramenta valiosa pras nossas pesquisas, às vezes consome muito do nosso tempo, mas é imprescindível, não dá mais pra viver sem ela.

      Fernando, agora você me deixou super-ultra feliz, junto com o Vinicius aí de cima, eu ganhei meu ano! Pra valer!! 😀 😀 😀
      Obrigadão, Fernando!!
      Valéria Olivetti :mrgreen:

      Comentário por valeriaolivetti — 06/02/2011 @ 13:14


RSS feed for comments on this post.

%d blogueiros gostam disto: