Dicas de Roteiro

14/01/2011

“Dez Regras Para Escrever Ficção”: Jeanette Winterson

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 19:28
Tags:

O texto de hoje eu encontrei no excelente site do roteirista Scott Myers, Go Into The Story, mas ele foi publicado originalmente no The Guardian, como uma série em que vários escritores davam suas dicas para escrever. Vou traduzir todas as dicas, mas de um escritor de cada vez, alternando com outros posts, pra não enjoar! :mrgreen:

typwriter keyboard

1. Compareça ao trabalho. Disciplina permite liberdade criativa. Nenhuma disciplina equivale a nenhuma liberdade.

2. Nunca pare quando você estiver emperrado. Você pode não ser capaz de resolver o problema, mas afaste-se e escreva outra coisa. Não pare completamente.

3. Ame o que você faz.

4. Seja honesto consigo mesmo. Se você não for bom, aceite isso. Se o trabalho que você estiver fazendo não for bom, aceite isso.

5. Não se prenda a trabalho pobre. Se ele já era ruim quando foi para dentro da gaveta, será igualmente ruim quando sair.

6. Não aceite comentários de ninguém que você não respeite.

7. Não aceite comentários de ninguém interessado em gênero. Muitos homens ainda pensam que as mulheres carecem de imaginação do tipo ardente.

8. Seja ambicioso pelo trabalho e não pela recompensa.

9. Confie na sua criatividade.

10. Aprecie este trabalho!

type-orig

Boa escrita pra você hoje! 😀

Adendo: Teve dois comentários no blog do Scott Myers que eu acho interessante citar. Um foi do internauta Kyle, que disse que a Regra nº 1 lhe lembrava de uma entrevista com o diretor David Lynch, em que este dizia que comia a mesma comida por meses a fio, pois a rotina permitia que sua mente pensasse em outras coisas e fosse mais criativa, ao invés de perder tempo pensando no que ele iria comer.

Bem, isso não funcionaria comigo, a minha mente é o oposto, quanto mais diversidade de informações, inclusive olfativas, gustativas, visuais (todas essas fazem parte das comidas diferentes que experimentamos na vida), mais criativa ela fica. Aliás, dar a mesma coisa todos os dias para a pessoa comer (mesmo que fosse um prato de que ela gostasse) era uma das técnicas que os antigos chineses usavam para dobrar seus prisioneiros e conseguir extrair informações deles, a famosa tortura chinesa (outra coisa que eles faziam era botar a cabeça da pessoa debaixo de uma fonte de água gotejante. Pingos lentos e intermináveis que levavam o prisioneiro à loucura!). Bom, esta técnica “criativa” definitivamente não funciona comigo! 😐

Outra internauta chamada Désirée falou algo interessante sobre a Regra nº 5: Se for lixo, aceite isso, mas se você se lembrar da razão pela qual você escreveu aquilo, reescreva-o de modo a ficar ótimo.

Anúncios

6 Comentários

  1. O travar é quando o personagem faz algo que a gente não gosta. Rejeita e pronto. Aí, trava mesmo. Até chegar a um acordo pode piorar muito e ter que abandonar o projeto. E só amando é que se faz essa concessão. Foi ótimo o aviso. Não discuta, escreva.

    Abração!

    Comentário por Cilas Medi — 16/01/2011 @ 21:57

    • Olá, Cilas! 😀

      Isso já aconteceu tantas vezes comigo, que já perdi a conta. O pior foi ter deixado passar vários meses toda vez que eu travava, isso me fez desperdiçar muito tempo, até descobrir modos de contornar e superar o bloqueio de escritor. Mas agora eu torço para que ninguém perca tanto tempo quanto eu, já que aqui temos muitas dicas e opções pra todo mundo descobrir saídas melhores, não é mesmo, e se Deus quiser, no futuro ainda teremos muitas dicas mais! :mrgreen:

      Obrigadão pelo comentário, Cilas! Um abração e uma excelente escrita, com muita inspiração pra você nesta semana!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 18/01/2011 @ 10:12

  2. é isso ai… mas eu não entendi muito a regra 7, aquilo sobre os homens acharem que mulheres ainda carecem de imaginação do tipo ardente (?)
    E eu quero esse notebook da ultima foto, hein! onde posso arrumar um?? 😄

    Comentário por Lucas Luciano — 17/01/2011 @ 12:55

    • Oi, Lucas!! 😀

      Eu também não entendi chongas do que ela estava querendo dizer exatamente com isso, como ela não desenvolveu mais o assunto, estou tão no ar quanto você! 😆 Pelo jeito a autora teve algumas experiências ruins com homens machistas que acham que mulheres não têm paixão criativa suficiente para escrever, ou algo assim, vai saber! 😐

      Quanto à imagem, isso não é um modelo de notebook, é um adesivo para colocar nas teclas e em volta do teclado, pra dar aquele ar retrô. Eu não sei onde vende, mas é bacana, né? 😀

      Um beijo grande, Lucas, e uma excelente semana pra você!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 18/01/2011 @ 10:20

  3. Valéria!

    Essas regras sempre valem ouro! Acho ótimo ver dicas como essas pois motivam e realmente funcionam, porque essas pessoas já passaram pelas mesmas coisas que estamos passando e muito provavelmente eles não tiveram essa ajuda e tiveram que aprender na marra.

    E meu Deus… Como os comentários no blog estão aumentando cada vez mais, não? Parece que os roteiritas resolveram sair da sombra da vergonha e resolveram fazer aquilo que sabem melhor: se comunicar.

    Abraços!

    Comentário por Fernando — 17/01/2011 @ 19:47

    • Oi, Fernando!! 😀

      É verdade, apesar de serem curtinhas, as dicas são bem legais, e ainda tem um montão delas que vou procurar postar dia sim/dia não, pois são de fato valiosas.

      É um orgulho imenso pra mim ver tanta gente talentosa e animada pra escrever aparecendo por aqui, isso me deixa flutuando de alegria! (Já tenho que me amarrar ao pé da mesa pra não sair voando pela janela! :mrgreen: ). E quer saber do mais curioso? O seu foi o comentário de número 999 do blog! É claro que isso também inclui todas as minhas respostas, mas é uma marca legal, não acha? Agora já passaremos dos mil! 😀 😀 😀 Fantástico! (Ai, peraí que eu já tô levantando a mesa comigo! Ai, onde eu me seguro?! 😯 ). :mrgreen:

      Um beijo grande, Fernando, contribuições como as suas é que tornam este blog valioso e especial. Obrigadão mesmo! Uma ótima semana pra você! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 18/01/2011 @ 10:31


RSS feed for comments on this post.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: