Dicas de Roteiro

16/11/2010

A Bíblia do Roteirista – Parte 6

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 16:11
Tags: ,

Voltamos com a continuação de nossa série tirada do livro The Screenwriter’s Bible, de David Trottier:

relogio

A APRESENTAÇÃO DE IDÉIAS EM DOIS MINUTOS

Apresentações breves de idéias com a finalidade de vendê-las têm duas etapas – o gancho da história em vinte e cinco palavras ou menos, e uma breve versão do enredo. Em outras palavras, a estrutura desta apresentação curta é bem semelhante a uma carta de consulta.

O gancho deve atrair a atenção deles e determinar o tom. O gancho pode aparecer na forma de uma premissa, uma sinopse ou um conceito.

Aqui vão alguns exemplos de ganchos:

  • Querida, Encolhi As Crianças. Comédia familiar. Aqui você identificou o título e o gênero. Neste caso, provavelmente já há o suficiente para atrair a atenção dos executivos.
  • Família/Ficção Científica/Suspense. Uma criança alienígena é acidentalmente deixada para trás na Terra e fica amiga de algumas crianças que o ajudam a encontrar seu caminho de volta para casa. Nós o chamamos de ET. Isto é uma sinopse.
  • Tubarão no espaço. Este foi o gancho usado para apresentar ALIEN, O OITAVO PASSAGEIRO.
  • E se o presidente dos Estados Unidos fosse sequestrado? Esta é uma declaração de premissa.
  • Romance contra um pano de fundo de alta aventura: Quando sua irmã é sequestrada, uma romancista solitária tenta salvá-la, somente para descobrir o verdadeiro romance no processo. Esta é uma variação da velha fórmula de apresentação de idéias: Quando X acontece (o Grande Evento), Fulano de Tal tenta pegar Y, mas acaba com Z.
  • Imagine que você está dirigindo por uma estrada sombria. Tarde da noite. E alguém está atrás de você. Você vira, ele vira. Ele está lhe seguindo. Você decide pegar uma rua iluminada e de repente se encontra num semáforo fechado. Não há como sair dali, e o carro atrás de você está cada vez mais perto. Finalmente, ele chega bem ao seu lado e pára. Você dá uma boa olhada e ele se parece exatamente com você. Ele é você! Este é um pouco longo, mas é um exemplo de um conceito de história.

Quando Gene Roddenberry apresentou a ideia de JORNADA NAS ESTRELAS, ele encontrou problemas. Ninguém estava interessado em ficção científica. Um programa de TV popular na época era o WAGON TRAIN [N.T.: Tradução literal = Caravana de carroças]. Então o Gene apresentou o JORNADA NAS ESTRELAS assim: WAGON TRAIN no espaço. Ele amarrou as suas “estrelas” a uma “carroça”, e o resto é história. Ele combinou o familiar com o diferente.

Hoje em dia, você deve evitar a “apresentação barata”. CONDUZINDO MISS DAISY encontra os HOMENS DE PRETO. Ou: MELHOR É IMPOSSÍVEL no TITANIC. Ou: GÊNIO INDOMÁVEL se apaixona por GODZILLA. Está tudo bem referir-se a filmes de sucesso, mas isso não deve ser o cerne do seu conceito ou apresentação de ideia. Sim, ALIEN, O OITAVO PASSAGEIRO foi apresentado como TUBARÃO no espaço, e TITANIC era Romeu e Julieta num barco – isso chamou a atenção deles – mas havia mais em cada história do que apenas o conceito. Use o seu senso comum. Se você tem uma boa comparação que lhe ajude a apresentar “o familiar com um toque diferente”, então use-a como gancho.

Na maioria das vezes, os executivos de desenvolvimento precisam vender a sua ideia para os maiorais, e os maiorais às vezes venderão a sua ideia para outros produtores ou para um estúdio. Mesmo se eles têm o roteiro, é o conceito da história, a sinopse ou o gancho do roteiro que os ajuda a fazer isso. Do mesmo modo, os distribuidores e exibidores precisam de uma ideia simples e facilmente compreensível para atrair os frequentadores de cinema para seus filmes.

Entretanto, se o trabalho passado de um produtor consiste de filmes literários (tais como Emma ou Asas do Amor), a apresentação de uma história de ação intensa, com efeitos especiais e sangue e tripas pode não ser apropriada; de fato, você pode até mesmo ser considerado um picareta. Fique esperto. Aqui está um exemplo de um gancho de história de baixo-conceito:

  • O Segredo Da Caverna Do Ponto de Interrogação é a história de uma caverna secreta, uma espada mágica, e uma família encalhada e sem um aparelho de TV. Este gancho insinua o gênero – uma leve comédia familiar. Apesar de ser baixo-conceito, ele deve ser alto o suficiente para alguém procurando exatamente por este tipo de história.

Após tê-los impressionado com o seu gancho, você será favorecido com um aceno de cabeça ou, caso contrário, será incentivado a continuar. Você então irá dizer o seu breve enredo. Apresente a história inteira – começo, meio e fim – acrescentando àquilo que você já contou a eles. O seu foco estará em dois ou três personagens, conflito, emoção, e ação. Não se esqueça do Grande Evento, da Crise, e do Confronto Final.

Se você estiver apresentando várias ideias, comece com a sua melhor tacada. Não entre numa reunião com mais do que três ou quatro ideias para apresentar, a não ser que a sua pesquisa lhe diga o contrário. Apresentar ideias demais faz você parecer um vendedor de relógios em frente a um hotel. Tenha em mente que o propósito principal desta Câmara de Horrores é fornecer àqueles para quem você está apresentando as suas ideias meios de avaliar você e o seu trabalho. Você tem boas ideias? Eles conseguem trabalhar com você?

Se você tiver sorte, eles podem amar uma de suas ideias o suficiente para lhe oferecer um acordo de desenvolvimento. Parabéns. Um acordo de desenvolvimento é um acordo em que eles lhe pagam para escrever um roteiro para eles. Ou eles podem pedir para ver o seu roteiro quando estiver terminado. Parabéns, você fez um contato.

O mais provável é que eles lhe agradeçam por suas ideias e comecem a falar deles mesmos. Eles têm um motivo para fazer isto. É a vez deles de apresentarem suas ideias para você.

reuniao

Boa escrita pra você hoje! Até a próxima parte!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: