Dicas de Roteiro

10/10/2010

O Roteirista Proativo

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 17:40
Tags: , , ,

Até alguns anos atrás a Rede Globo costumava promover Oficinas de Roteiro para descobrir novos talentos. Muita gente começou lá, inclusive foram dois de seus alunos que criaram e co-escreveram o começo da novelinha Malhação. As oficinas eram divulgadas através de anúncios no jornal O Globo, dando o telefone de contato para quem estivesse interessado. Numa dessas vezes eu liguei para lá e perguntei o que era necessário para concorrer a uma vaga. A atendente me disse para escrever um roteiro de um curta (eram umas 15 páginas, se eu não me engano) baseado no conto “Tal” do famoso autor “Tal” (a cada oficina os textos e os autores mudavam, mas costumavam ser sempre autores clássicos brasileiros). Pois bem, eu então perguntei em que livro aquele conto específico havia sido editado. A resposta foi uma lição de vida para mim. A atendente disse: “Um roteirista deve saber procurar e pesquisar as informações de que ele necessita.” E, claro, não me disse o nome do livro. Naquele momento eu percebi duas coisas: primeiro, um roteirista deve ser proativo, correr atrás do que quer e de todas as ferramentas que necessita para conseguir o que quer. Em segundo lugar, e talvez mais importante – foi ali que eu vi que eu não seria julgada apenas pela minha escrita, mas por minha personalidade, por minhas atitudes como profissional, antes de qualquer coisa. O meu possível empregador queria saber o quanto eu desejava aquela vaga, o quanto eu correria atrás por ela, e que tipo de profissional eu era – isso antes mesmo de ler a minha escrita!

Por este motivo, sempre que me perguntam como divulgar e procurar trabalho, eu digo que devemos correr atrás, ser criativos, proativos e que não devemos desistir fácil de nossos sonhos. Mas existe um detalhe que eu não disse por achar que já era óbvio. Devemos fazer isso tudo, sim, mas sempre usando nosso bom senso! Cerca de duas semanas atrás o Luciano Huck escreveu os seguintes tweets (leia as mensagens de baixo para cima):

huckluciano

Gente, UM ROTEIRO INTEIRO PELO TWITTER!! Pensem bem, que loucura é isso! Não sei se alguns de vocês já chegou a ler um roteiro mal formatado. A formatação atual dos roteiros foi uma evolução através das décadas para chegar a um formato que facilitasse a leitura. Assim dá para ver logo de cara o que é ação, o que é diálogo, onde começa a nova cena, onde estão as transições, e por aí vai. Num roteiro mal formatado há pouco espaço branco e a informação fica toda confusa, embaralhada. Dá uma dor de cabeça danada ler um roteiro inteiro assim. Agora imagina um roteiro feito de centenas de tweets!! Quem o mandou foi criativo e ousado ao utilizar uma nova tecnologia para divulgar seu trabalho, ele merece nota 10 por isso, mas em bom senso e cortesia ele tirou nota zero. Encher o twitter dos outros desse jeito é uma baita falta de educação, para dizer o mínimo. O roteirista que fez isso com certeza achava que a história era tão boa que o Luciano iria comprá-la logo de cara, ele só precisaria lê-la. Só que, além de não ler, ele ainda bloqueou o autor. A finalidade de perder tanto tempo e energia com centenas de “control+c, control+v” foi por água abaixo. O roteirista com certeza teve muita garra para fazer esse trabalhão, isso é inegável, mas se no fim ele ficou mais longe de seu objetivo do que ao começar, a nota final não é média 5, mas “menos cinco”!

Desesperado-benett

Eu não quero crucificar aqui a pessoa que fez esta tentativa inusitada de expor o seu trabalho, eu sei que este é um ramo fechado e de dificílimo acesso, mas devemos evitar ao máximo nos aconselharmos com o desespero, porque as consequências costumam ser o oposto do que desejamos. E também devo lembrar que não são apenas os roteiristas que apostam na ousadia e na criatividade (com prejuízo do bom senso) para conseguir um bom emprego. Leia o texto abaixo, tirado da revista Seleções de fevereiro/2010 (página 123):

NÃO APRENDA COM ELES

Como fazer com que o gerente do departamento de RH contrate você? Alguns candidatos usaram certas estratégias criativas, mas nós não o aconselhamos a fazer este tipo de coisa:

  • Colocar filipetas debaixo dos para-brisas dos carros no estacionamento da empresa.
  • Mandar um telegrama fonado oferecendo-se para o emprego.
  • Alugar um outdoor em frente à janela do gerente colocando seu currículo.
  • Em seu currículo, afirmar ter sido o presidente de uma empresa, quando era apenas um empregado temporário.
  • Mandar entregar comida chinesa e, dentro do biscoito da sorte, inserir seu nome e telefone para contato.
  • Informar a data do serviço militar como se fosse o ano em que nasceu.

Careerbuilder.com e Creative Group, EUA

Achei que o do outdoor e o do biscoito da sorte foram impagáveis! Haja criatividade!! 😆

Boa escrita para você hoje! E lembre-se: Você será julgado como profissional antes mesmo de lerem a sua escrita! Você é alguém com quem eles gostariam de trabalhar e conviver? Que tipo de profissional você é? Seja um excelente profissional antes mesmo de ter o seu primeiro emprego no ramo. Defina as características que você gostaria de ver num roteirista, caso fosse você que tivesse que contratar (e pagar bem por) um. E trace metas para conquistar essas características, para incorporá-las à sua personalidade e à sua vida. Você pode. Você consegue. Acredite.

Falhas

Anúncios

36 Comentários

  1. Esses dias estava conversando com um diretor, sobre como fazer cinema no Brasil. Antes de colocar as minhas dúvidas sobre a mesa, ele falou o seguinte…
    “cinema no Brasil é pago pelo estado, é política; então se vc não for filho de “político”(diretor, produtor), vc tem q ser – todo o tempo – um político em época de eleição.”
    Simples e direto.

    Comentário por Valdemar (VJ) — 10/10/2010 @ 22:55

    • Olá, Valdemar!

      Eu vi uma pesquisa há alguns meses dizendo que a maioria das vagas de emprego nas empresas são preenchidas na base do “QI” (Quem Indica). É quase sempre um funcionário que indica alguém que ele conhece. Parece que as relações pessoais vêm em primeiro lugar, eles nem procuram saber antes se tem outra pessoa mais capacitada para o trabalho, através de currículos e entrevistas. Deve ser algo psicológico, o ser humano precisa de uma ligação pessoal, alguém que diga “Conheço essa pessoa, eu ponho a mão no fogo por ela”, ou algo assim. E se isso já é assim em empresas particulares, imagina na política então! Infelizmente o Brasil ainda não conseguiu ter um Cinema que ande com as próprias pernas, está sempre dependente do “papai-governo”, e isso gera uma série de problemas e limitações muito ruins para todos do ramo. Eu torço muito para que as coisas mudem logo!

      Um abração, Valdemar, e obrigada pela mensagem! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 11/10/2010 @ 12:18

  2. Oi, tudo bem?

    Gostei muito das suas dicas.

    Eu aprendi a começar de baixo. Primeiro escrevi o roteiro de um filme de um minuto, que foi filmado e fui aumentando. Hoje escrevo os roteiros dos meus próprios stand ups, embora tenha começado escrevendo roteiro para outros comediantes. Também sou autor de um roteiro de um filme que está em pré-produção e já tive que reescrever sete vezes. Certamente reescreverei mais vezes. É uma dica que se deve dar aos seus alunos. Nos EUA, por exemplo, um roteiro é reescrito dezenas de vezes e, se o autor não quiser que mexam em sua história, deve produzir seu próprio filme.

    Um pouco de persistência não faz mal a ninguém. Por exemplo, a Madonna acampou na porta de uma produtora musical até ser contratada. Mas a insistência tem que estar atrelada ao talento, do contrário, não vai dar em nada.

    O Silvio Santos também gosta de gente que acampa na frente do Jaça para lhe entregar dvds e roteiros, porque quando começou ele fazia isto. Era insistente. Argumentava e conseguiu tudo o que quis na vida. Passou anos perturbando os militares até conseguir sua primeira concessão de tv.

    Na televisão, é público e notorio, no entanto, há décadas, que só se consegue trabalho por indicação. Os novos roteiristas sempre tem relação com alguém lá de dentro. Filhos são os mais cotados. Seja filho de um famoso de tv e já terá emprego garantido.

    Eu já tentei entrar na quarta oficina de roteiristas da Globo, em 1994, mas na época eu não fazia a menor ideia de como escrever um roteiro e fiz uma maluquice completa. Mas hoje nem arriscaria mais.

    No meu espetáculo de humor “O Peixe Barrigudo” há uma cena em que satirizo entrevistas de emprego.

    Abraço!

    Comentário por Rynaldo Papoy — 10/10/2010 @ 23:25

    • Olá, Rynaldo, seja bem-vindo!

      Eu acabei de assistir seu vídeo sobre entrevistas de emprego, adorei! O candidato pelo menos tem uma qualidade: é super sincero! 😆

      Aqui no blog volta e meia falamos sobre reescrever e sobre dirigir nossos filmes se quisermos que nossa visão seja mantida, mas é sempre bom relembrar isso.

      Eu concordo plenamente contigo, persistência é fundamental, mais no caso citado no post, existem outras formas de se abordar um possível empregador, não acha? Por exemplo, não existe situação melhor do que esta para usarmos as sinopses e as loglines! São perfeitas para o formato do twitter! E fazer um pouquinho de marketing, tentando despertar a curiosidade do indivíduo, também seria uma boa ideia. Até mesmo insistir pedindo todo dia que ele leia nosso roteiro (sem sufocá-lo de tweets, é claro), talvez com o tempo até aceite que a gente o envie para ele, mas, como você disse, não adianta esse trabalho todo se não tiver talento, se o roteiro for uma porcaria e a história, um conjunto de clichês amarrados! Já li muitos casos de aspirantes a roteiristas americanos que gastam dez vezes mais tempo frequentando festas e estreias de filmes para ter acesso a produtores, do que realmente escrevendo. Eles podem até conseguir entregar seus roteiros para algumas pessoas importantes, mas não vão pra frente porque não fizeram o básico de seu trabalho! Produtores valorizam o dinheiro deles, antes de tudo.

      Obrigada pela visita, Rynaldo, e por compartilhar a sua experiência! Gostei muito dos seus vídeos! Um abração, e volte sempre!
      Valéria Olivetti 😀

      Comentário por valeriaolivetti — 11/10/2010 @ 13:06

  3. Ao mesmo tempo que foi uma atitude ousada foi algo extremamente incoveniente. – É importante que tenhamos atitude, porém, é importante também que tenhamos o bom senso. É como você mesma disse: “um ramo fechado e de dificílimo acesso” e por isso que acredito que seja importante fazermos da maneira correta, sem desespero. O resultado com certeza sairá bem satisfatório e a satisfação pessoal/profissional será muito maior.

    Ótímo artigo!

    Bjs! 😀

    Comentário por Marcia F. — 11/10/2010 @ 11:50

    • Oi, Marcia! Que bom vê-la aqui de volta! 😀

      Antes de tudo, obrigada pela força! Fico feliz que você tenha gostado!

      É verdade, a gente tem de ser persistente sem ser pentelho, o que é basicamente andar na corda bamba: um pouco de exagero aqui, e já fomos além do que devíamos; e fazer um pouco menos passa a impressão de desistência e falta de garra. Eita equilibriozinho difícil! O nosso futuro empregador tem que gostar de nossa pessoa a ponto de nos querer trabalhando ao seu lado. Se ele já desgosta da gente logo de cara, dificilmente vai ver nosso trabalho com bons olhos. Devemos evitar criar essa indisposição contra nós da melhor forma possível. Aí é que entra o bom senso e a intuição de cada um, que são qualidades imprescindíveis num bom profissional. Afinal, como você disse, o importante é um resultado que garanta a satisfação pessoal e profissional, não é mesmo?

      Um beijo grande, Marcia, e obrigadão pela mensagem! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 11/10/2010 @ 13:25

  4. É muito bom ver que os roteiristas além de ser otimos em criatividade são sincero, pude ver isto sobre a noticia do twitter.

    Este blog me dá esperança de ser um roteirista conhecido a cada post.

    Muito bom Valéria, gostei mesmo. Estou mais ancioso ainda para o posto sobre a tv…

    Até mais !

    Comentário por Igor — 12/10/2010 @ 12:14

    • Oi, Igor! 😀

      Que bom que você gostou e está com esperanças (este é um dos objetivos deste blog, ser um antídoto pra todo esse pessoal que põe a gente pra baixo, se você soubesse quanta gente já me disse o que eu NÃO posso fazer…! Ih, até já perdi as contas!).

      Obrigadão, Igor, eu ando super-ultra-extra-atrasada nos posts, mas não deixei de traduzir não! Às vezes eu só tenho meia horinha por dia, e vou fazendo, se não dá pra postar pelo menos eu vou adiantando! Mas vai sair tudo, eu prometo! 😉 😀

      Um beijão, Igor, e até mais!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 13/10/2010 @ 13:47

  5. […] This post was mentioned on Twitter by Marcelo Soares, Gabriel. Gabriel said: O Roteirista Proativo « Dicas de Roteiro: huckluciano. Gente, UM ROTEIRO INTEIRO PELO TWITTER!! Pensem bem, que lo… http://bit.ly/9L7Pj1 […]

    Pingback por Tweets that mention O Roteirista Proativo « Dicas de Roteiro -- Topsy.com — 13/10/2010 @ 01:27

  6. Olá!
    Olha eu denovo! desculpa… mandei o link errado, é que repeti uma palavra… aqui vai:
    http://thefaeriechronicles.blogspot.com/

    Nossa… Consiguiram irritar o Luciano!! ele sempre é bem calmo né, pegaram pesado… XD
    (espero que não esteja fazendo o mesmo, mas disse no comentário anterior ” SE QUIZER” XD)
    Bem… continuo recebendo muita ajuda do seu blog, seus textos são ótimos e empolgantes…
    (Se quizer ler meu texto, por favor, depois critique muito! preciso de criticas)

    Comentário por Lucas Luciano — 13/10/2010 @ 02:56

    • Olá, Lucas! 😀

      Antes de tudo, obrigada pela força! Adorei você ter chamado meus textos de “empolgantes”, fiquei até empolgada! 😆 :mrgreen:

      Li alguns capítulos de seu blog, nossa você escreve muuuuuito bem para sua idade! Vinte vezes melhor do que eu quando estava no ginásio, e olha que as minhas professoras de português sempre me elogiavam! Continue sempre praticando, você vai sentir que melhorará ainda mais a cada dia! O seu texto tem humor e surpresas, e vai desenvolvendo os personagens e o suspense. Tem uma qualidade muito visual, o que significa que você não terá muita dificuldade em transformá-lo em roteiro de filme ou HQ. Para lhe ajudar a dominar a linguagem de roteiro, procure ler roteiros de filmes, tem vários que já foram editados em português. Mas se você preferir continuar com a linguagem literária mesmo, leia muitos romances (pegue os que achar divertidos, nada de ficar preso aos clássicos, feito os professores de colégio. Tem muita coisa legal para ler sem ser antigo e rebuscado). Uma leitura que eu adorava na sua idade eram os contos da série de livros “Para Gostar de Ler”. Tem muitos contos de autores clássicos (e de contemporâneos também), mas são todos muito bem escolhidos, e divertidos de ler. Se você, como eu, não é muito de ler romances, este é um bom modo de captar a linguagem sem se aborrecer (ou melhor, se divertindo!).

      Para não dizer que eu não critiquei nada, eu vou apenas sugerir que você tire um tempinho para reescrever. Em alguns trechos você poderia ter explicado um pouquinho mais, a fim de facilitar a visualização de quem está lendo. Não digo para ir ao ponto do JRR. Tolkien, que descrevia em detalhes cada tufinho de grama do caminho, mas apenas gastar algumas frases a mais descrevendo melhor os personagens, os cenários e as situações. Você vai perder um pouquinho da agilidade da história, mas vai ganhar envolvendo mais o leitor dentro dela. Isso não é nada tão terrível, tenho certeza que em dois tempos você já estará dominando tudo! 😀

      Gostei mesmo, Lucas, se você continuar assim, terá um futuro brilhante como escritor! Já estou com um orgulho danado de te conhecer! :mrgreen:
      Um beijo grande!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 13/10/2010 @ 15:24

  7. Oi Valéria!

    Adorei seu post!

    Na minha opinião, eu acredito que para alcançar nossos sonhos é preciso ter ousadia, mas também creio, que esta atitude deve ser mesclada com muita sensatez.

    Parabéns pela matéria, Valéria, e diga-se de passagem, você está meio sumida, está tudo bem?

    Obrigada pelas dicas!

    Um grande abraço!

    Eve.

    Comentário por Eve — 13/10/2010 @ 19:34

    • Oi, Eve!:D

      Obrigada, que bom que você gostou!

      Eu ando atoladona de problemas pra resolver, mas tô doida de saudade de fazer o blog, tô até tendo síndrome de abstinência! Rsrsrs! Sério!
      Agora mesmo eu queria trabalhar um pouquinho nele, mas tenho que sair correndo pra resolver problemas na rua. Ufa! Vamos ver se me sobra um tempinho mais tarde!!

      Um beijo grande, amiga, e obrigadão pela imensa força! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 14/10/2010 @ 10:35

      • Oi, Valéria!

        Eu entendo você. Às vezes eu também sinto uma vontade enorme de escrever no blog, mas sabe quando bate aquele baixo astral?

        Semana passada eu estava assim, meio chateada com algumas coisas, mas mesmo assim consegui escrever alguns posts, mas não sei, acho que não fui muito bem, parece que não consegui passar muita emoção nas palavras. Meu parceiro de escrita diz que não, que eu estou enganada… sei lá, eu sinto, sabe?

        Isto também acontece com meu roteiro. Estou com a história prontinha, toda marcada. Já contei para o meu parceiro e meu sobrinho que são cinéfilos e eles adoraram a história. Meu sobrinho sempre está me cobrando: “Tia, vc já começou a escrever o roteiro?”. Quando eu respondo NÃO, ele fala: “Tia, por favor, coloque isso no papel, vc está perdendo tempo!” Rsrsrs… até parece!

        Sabe, estava pensando em colocar esta história num livro e não num roteiro. Ainda não decidi, mas de qualquer forma quero acreditar que ela será escrita, só não sei se vai render alguma coisa! rsrsrs…;)

        A decisão que eu tomar será a definitiva.

        Irei tomar um ar fresco, ir à praia, pegar umas ondas, talvez isso me ajude a colocar a cabeça no lugar.

        Estou meio pra baixo!

        Bom, amiga é isso aí…desculpe se eu escrevi alguma bobagem por aqui, não ando bem.

        Vamos nos falando…

        Beijos, Eve.

        Comentário por Eve — 14/10/2010 @ 20:21

  8. Valeu!! XD
    Ainda tenho muito a melhorar… queria mudar um pouco aquele começo… deixar mais envolvente, já que o escritor deve envolver seu leitor na primeira página…
    Isso é bem dificil, mas eu tento né… quanto a colocar mais detalhes, eu estava notando isso também, acho que de uns tempos pra cá venho melhorando nisso, mas continuo com a idéia de que tenho ótimas idéias, mas a dificuldade de por no papel é grande!
    E, romancês, não lembro se já li um… ando relendo vários livros pois quando li não entendia nada… Li tuik, o pequeno principe e borboleta Átiria (acho que era dessa coleção que citou) além de muitos outros que não lembro XD
    Mas ler é sempre bom, já que, quem lê escreve melhor!
    Vou tentar reescreve-los sim, naverdade eu já tentei isso várias vezes, mas acho que mais dificil que escrever, é reescrever, tenho bastante dificuldade, fico com aflição de ver o mouse piscando na tela… é horrivel! mas se eu não me engano você tem uns textos sobre isso né? vou dar uma caçada!
    Atenciosamente Lucas Luciano

    Comentário por Lucas Luciano — 13/10/2010 @ 20:22

    • Oi, Lucas!

      Eu sei bem o que você está passando, eu levei um tempão pra aceitar que tinha que reescrever e reescrever um montão de vezes até o texto ficar no ponto certo. Como dizem: “Escrever é reescrever”. É angustiante se habituar a isso no começo, acho que depois que a gente coloca nossas ideias no papel já dá aquela sensação de tê-la exorcizado da gente e não queremos voltar atrás, mas quando a gente pega o jeito, fica até divertido ver como a história vai se transformando, ficando mais complexa, como os personagens vão tendo mais vida, às vezes até uma personalidade própria, completa, que surge naturalmente enquanto a gente reescreve. O segredo é não se angustiar com isso, pensar nisso como um desafio divertido, que assim será!

      Um abração, Lucas, você está indo muitíssimo bem, esse novo hábito você vai pegar rapidinho, é só se comprometer a fazer todo dia um pouquinho! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 14/10/2010 @ 10:44

  9. Oi denovo!
    Com essa onda de reescrever o texto, ia reescrever só pra corrigir erros, e permanecer com o mesmo texto e tal… mas decidi mudar o começo, vou manter aquela história, claro, melhorada, mas aquele não vai mais ser o começo… acho que com essa melhorada estou tendo mais idéias… Ah ontem fiz uma “entrevista” com um dos meus personagens, chamei um amigo meu, que fez uma entrevista com meu personagem o Lance, me deixou bem mais contente e amigo do meu personagem, acho que o conheço melhor… e mesmo não tendo criado todas as caracteristicas antes daquela entrevista eu fui forçado a criar na hora… no começo foi meio dificil me acostumar mas depois já estava bem mais facil e divertido, é muito gratificante, são 100 perguntas, que achamos num site, se quiser depois te passo o link pra você traduzir aqui pro blog… (o meu amigo fez mais algumas) e pretendo fazer com todos os outros personagens, secundários, principais e antagonistas…
    Acho que com esse novo começo vou poder escrever melhor… e pretendo escrever de um modo que o leitor conheça o personagem, antes da aventura… acho que com esse começo que usei ficou muito rápido, não tive tempo para apresentações, mas agora vou deixar tudo desenrolar, com ação e aventura, mas um modo mais preludio… E ir descobrindo os poderes… acho que vai ficar mais divertido… vou arrumar mais idéias, arregaçar as mangas e por a mão na massa! Obrigado pela força! e pelos elogios e criticas! XD
    espero um dia escrever tão bem quanto você *-*

    Atenciosamente Lucas Luciano

    Comentário por Lucas Luciano — 15/10/2010 @ 02:28

    • Oi, Lucas! 😀

      Que legal que você já está nesse ritmo, se envolvendo e melhorando sua história, e ficando íntimo de seus personagens! Quando a gente pega o jeito, é o maior barato, né? Ah, e eu quero sim, o link das perguntas que você fez pra ajudar a criar seu personagem, achei o máximo você ter posto esta técnica em prática e funcionado! Muito bacana mesmo!

      É tão bom ver que você está se aprimorando tão rápido, isso me dá uma alegria imensa! Pelo andar das coisas em muito breve vai ser eu quem vai estar lhe pedindo conselhos de escrita!! Sério!!

      Só mais uma coisa: VOCÊ DESENHA DEMAIS, “MININU”!! Amei seus desenhos, agora que eu quero mesmo ver suas HQs! (Desde os sete anos de idade, quando comecei a ler e escrever, que eu amo histórias em quadrinhos, e até hoje sou fanzaça do gênero. Mas não sei desenhar nem bonecos de palitinhos! 😆 ).

      Um beijo grande, Lucas, continue com seu trabalho incrível que você vai ter muito, muito sucesso nessa área, é nisso que eu acredito do fundo do coração!
      Valéria Olivetti =D

      Comentário por valeriaolivetti — 15/10/2010 @ 16:04

      • Conhecidência ou Não entrei no site onde peguei o Link do Blog e o primeiro comentário foi feito por ninguém menos que Valéria Olivetti, ou seja, você…
        Rs… da primeira vez não tinha olhado os comentários… Mas mesmo assim vou mandar o link…
        http://www.gather.com/viewArticle.action?articleId=281474976908598
        e eu achei o link no blog do João Nunes hehe
        Ah, muito obrigado! Eu gosto de sempre estar melhorando, e acho que sou realmente Rápido nisso… Se notar meus desenhos, eu mudei bastante numa questão de um ano
        Mas obrigado mesmo! XD… Ainda estou tentando aprender a fazer bons quadrinhos, mas fico bastante frustrado, por que eu não consigo contoronar nem pintar bem… e eu acho que deixaria meus desenhos bem mais bonitos, arte-finalizados… Mas as vezes vou juntando algumas idéias pros meus HQs, e enquanto não escrevo os roteiros vou treinando com esses livros…
        (Além de que agora fiquei super irritado, que o Mauricio fez um capitulo da TMJ onde todos andam de patins… daí pode parecer que estou copiando com meu HQ o In line[nome provisório] Sorte que tenho um post para provar que tive essa idéia antes dele!! =P)
        Atenciosamente Lucas Luciano

        Comentário por Lucas Luciano — 15/10/2010 @ 16:36

  10. Oi, Eve!

    Eu dei uma passada no seu blog, puxa, tá cheinho de coisa nova e interessante! Eu ando tão atarefada que nem to tendo tempo de curtir nada! Como eu dizia quando ficava chateada quando era criança: “Dóga, dóga”! 😆 Que droga mesmo! 😀 Mas as coisas estão se resolvendo aos poucos, isso é o que importa.

    Eu sei como é ficar numa onda baixa, eu também tô nessa fase difícil (será influência dos planetas? Sei lá, eu desconfio!). Mas eu tô com o seu sobrinho e não abro! Ainda não escreveu o roteiro?! Tá perdendo tempo mesmo!! :mrgreen:

    Olha, meus irmãos costumam brigar comigo porque eu quero só escrever roteiros, eles sempre me dizem para escrever livros também. Você sabe que eu não sou muito de ler romances, aí fico meio resistente de escrever minhas histórias em forma de livro. Eu sempre digo pros meus irmãos que se eu não conseguir vender nada nos próximos seis meses, eu transformo tudo em livro, e seja o que Deus quiser! Por enquanto eu quero continuar tentando, continuar acreditando, porque essa é mais a minha praia, a minha paixão. Se depois de tentar bastante, nada der certo, eu finalmente darei o braço a torcer.

    Por outro lado, também não quero ficar com o que o meu pai sempre chamava de “miopia de marketing”. Ele estudou na primeira turma da Escola Superior de Propaganda e Marketing, e disse que só tinha craques do ramo ensinando lá (depois a maioria saiu, mas ele pegou gente graúda ensinando no começo). Numa dessas aulas, um dos professores ensinou a tal Miopia de Marketing. Ele deu o exemplo de pessoas que trabalhavam nas ferrovias, quando estavam no auge aqui no Brasil. Quando as estradas de ferro foram fechando e o investimento foi todo para o transporte rodoviário, muita gente perdeu tudo e ficou sem saber o que fazer na vida. A miopia de marketing, segundo ele, é que essas pessoas não perceberam que não trabalhavam com estrada de ferro. Elas trabalhavam com transporte. A miopia é ver algo tão de perto que a gente perde o quadro geral. Nosso ramo é a escrita, ponto. Isso abarca uma série imensa de possibilidades, desde poesia e letras de músicas, até peças de teatro e roteiros de propaganda para rádio. É um universo a ser explorado! Por isso acredito que devemos evitar cair na miopia do marketing e lutarmos com todas as nossas armas até não podermos mais! Alguma hora encontraremos nosso lugar!

    Espero que você consiga relaxar um pouco (não há quase nada que um bom banho de mar não cure! Exceto fobia de mar, talvez!). E não tome “decisões definitivas” com a cabeça quente. A melhor coisa da vida é que na maioria das vezes podemos errar e consertar nossos erros depois, aprender, melhorar, corrigir nosso rumo. Assim é que a gente evolui, não é mesmo?

    Um beijo grande, amiga, é sempre muito legal conversar com você! 😀
    Valéria Olivetti

    Comentário por valeriaolivetti — 15/10/2010 @ 13:35

    • Oi, Valéria!

      Poxa, que legal!

      Adorei o que você escreveu!

      “Miopia de Marketing”, muito interessante!

      Eu acredito que eu tenha mais queda para livros do que para escrever roteiros, pelo menos, eu penso assim, embora queira que minha história seja filmada, mas isto já é outra coisa…

      Sim, tem bastante coisas novas no blog, hoje ou amanhã devo escrever mais duas, inclusive, vou assistir a um filme agora para comentar depois. É sobre espionagem (meu assunto preferido) e é de 1988, claro, não vou dar pistas agora, vou esperar você ler no blog. rsrsrs. Não sei se irei escrever sobre este filme “hoje”, porque ele tem mais de 3 horas de duração, acredita?

      É um filmaço!

      Eu já te contei que sou fã de filmes antigos? Adoro tudo sobre a epóca de Ouro de Hollywood, quero um dia criar um blog só para comentar sobre esses filmes. Ah…os galãs antigos eram melhores…Cary Grant, James Stewart, Paul Newman, Gary Cooper, Glenn Ford e o meu preferido: Tyrone Power, o mais lindo de todos! E as mulheres…começamos pela maior, pela verdadeira diva: Marilyn Monroe, e por aí vai… Grace Kelly, Kim Novak, Audrey Hepburn, Rita Hayworth, são tantos astros e estrelas, tantas obras primas que acho um pecado não escrever sobre eles.

      Acho melhor eu parar por aqui… rsrsrs 😉

      Amiga, obrigada por suas palavras e fico muito grata por sempre estar me encorajando a perseguir os meus sonhos. Valeu mesmo!

      Você é um barato!

      Quando puder, passe no blog e veja as novidades!

      ALOHA!

      Eve.

      Comentário por Eve — 15/10/2010 @ 19:35

      • Aloha, amiga! :mrgreen:

        Eu também adoro filmes antigos, concordo em gênero e grau contigo, não só as histórias eram diferentes, como os galãs eram de arrasar! Por falar nisso, qual o seu filme preferido do Tyrone Power? Você me deu uma vontade doida de assistir um filme dele! 😀

        Ei, e tô super curiosa pra saber qual o filme de suspense que você citou, esse post ainda não foi ao ar! Mas eu aguardo mais um pouquinho, quem sou eu pra reclamar de atrasos! 😆

        Um beijão, Eve, e desculpa a demora na resposta, faz dois dias que não consigo nem chegar no computador, tá preta a coisa! Arf!!
        Valéria Olivetti

        Comentário por valeriaolivetti — 17/10/2010 @ 23:18

  11. Olá!! Esse seu blog é realmente um achado, adorei!! Eu estou adorando suas dicas e uma dica que eu gostaria de receber é de como escrever um argumento para uma novela. Eu estava lendo a sua dica pra escrever um argumento de filmes, mas e de novela? É um pouco mais complicado não é?? Eu adoro escrever novelas e estou sem saber como faço pra que alguém leia meus roteiros, o q devo fazer?? Obrigado e continue com suas dicas ótimas!! bjus!! Léo.

    Comentário por Leonardo Medeiros — 17/10/2010 @ 00:32

    • Olá, Leonardo, seja bem-vindo!

      Muito obrigada! Fico super super feliz que você esteja gostando do blog! 😀

      Escrever novelas é muito mais complicado do que qualquer outro tipo de escrita. Eu nunca li um argumento de novela, mas por entrevistas eu soube que são dezenas e dezenas de páginas, com tudo muito detalhado, desde as características de todos os personagens até o arco principal da história toda, que o escritor planeja do começo ao fim. As histórias das novelas costumam mudar um pouco de rumo, dependendo da popularidade (ou a falta dela) de determinados personagens, e do núcleo que caiu mais nas graças do público. Mesmo assim o roteirista precisa ter todo o plano detalhado da história antecipadamente. Observe bem, é uma história que vai durar pelo menos 6 meses, com seis capítulos semanais de quase uma hora cada!! Isso é coisa à beça!

      Volta e meia um noveleiro é perguntado sobre como começar na área, e sempre respondem que os novatos começam como co-autores, escritores auxiliares de noveleiros estabelecidos. Essa área exige um investimento imenso por parte da emissora, e seria um risco extremo delegar esta tarefa a novato desconhecido. Todos dizem que escrever novelas é uma tarefa muito árdua e extremamente estressante. Volta e meia tem um roteirista experiente que tem um piripaque no meio da novela, por causa da pressão desumana sobre o coitado. Se o noveleiro escreve sozinho, isso é mais ainda provável de ocorrer. Atualmente é normal vermos novelas escritas por uns oito roteiristas. Para começar no ramo, você pode tentar ser um desses.

      Mas não mande seus argumentos para os noveleiros. O Walcyr Carrasco disse que recebe muitos argumentos de aspirantes a roteiristas, mas nunca lê nenhum, para que não o acusem depois de plágio. Tente mandar para os seus diretores de novela preferidos, de preferência um que não esteja com uma novela no ar, esses não têm tempo livre pra nada!

      O Aguinaldo Silva disse que já está mais do que na hora da Rede Globo renovar seus quadros de roteiristas, são todos muito antigos, inclusive foi por isso ele fez aquelas Master Classes, e eu achei essa uma iniciativa muito bacana da parte dele.

      Faça argumentos caprichados, mas pense neles mais como amostras de escrita para que julguem seu trabalho e queiram contratar você. Se no futuro você tiver a chance de aproveitar algo (ou tudo) o que você havia escrito, melhor ainda, mas se “apenas” conseguir o emprego, isso já estará ótimo, para se soltar fogos! :mrgreen:

      Um beijo grande, Léo, espero ter ajudado um pouco com meus pitecos, se eu souber de alguma novidade da área eu postarei logo aqui, ok? Boa sorte com seu roteiro, muito sucesso! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 17/10/2010 @ 23:09

  12. Oi, Lucas!

    Obrigada pelo link, são tantos textos que a gente até esquece deles, mas foi muito bom você lembrar, preciso separá-lo, senão eu perco de novo! :mrgreen:

    Infelizmente esse negócio de roubo de ideias é muito nebuloso, qualquer um pode ter uma ideia parecida com a nossa a qualquer momento, e, a não ser que seja uma cópia extremamente detalhada de nossa história, vai ficar tudo por isso mesmo. Detalhes como este não são propriedade de ninguém, nem nos EUA, onde eles têm um registro autoral mais detalhado. Tanto que existem cópias descaradas de filmes de sucesso, se isso fosse proibido, se os plagiadores tivessem que pagar aos autores dos filmes originais, ninguém plagiaria nada, seria inviável financeiramente. Por outro lado, isto tem suas vantagens, imagine se todo mundo tivesse que pagar royalties para os primeiros autores de filmes de alienígenas invadindo a Terra, de mortos-vivos, de vampiros, de guerra, e por aí vai, ninguém poderia escrever mais nada!!

    Mas não se preocupe, você ainda tem muita coisa bacana vindo pela frente, e eu reitero o que disse, você desenha muuuuito, mininu!! :mrgreen: E só vai melhorar, pense nisso! 😀 Se você já está desenhando e escrevendo assim agora, imagine aos 18 ou 20 anos! Super profissional!!

    Um beijo grande, Lucas, e uma excelente semana pra você!
    Valéria Olivetti

    Comentário por valeriaolivetti — 17/10/2010 @ 23:31

  13. Olha só, o roteiro foi sempre um grande problema para mim, fico tentando ao máximo produzir textos para minhas tiras mas o que realmente acontece talves seja a falta de uma orientação mais técnica talves, estou procurando pela rede algo que venha a orientar melhor o meu trabalho.
    Gostei do que li no blog, vou continuar acompanhando, quem sabe no futuro quando eu acreditar melhor no que estou fazendo, tenha a coragem de expor minhas tiras para a sua avaliação, Ok.
    Um abração, Inácio

    Comentário por LUIZ INACIO SCHMIDT COSTA — 18/10/2010 @ 19:26

    • Olá, Luiz Inacio, seja bem-vindo! 😀

      Fico feliz que o blog esteja lhe ajudando, mas realmente não temos nada aqui sobre escrever tirinhas (isso é algo muito específico, não é mesmo? Creio que livros sobre como escrever piadas seriam muito mais úteis do que roteirismo propriamente, a não ser que estejamos falando sobre HQs completas, e não de tirinhas de jornal).

      Temos entre nossos visitantes, além do Lucas da mensagem acima, o Leonardo, que também desenha tirinhas. Dê uma olhada no blog dele: http://www.leonardopascoal.com/

      Veja o site Roteiros de Quadrinhos, acho que você vai gostar bastante: http://roteiroquadrinhos.blogspot.com/

      Você também pedir umas dicas para o André, que faz um excelente trabalho no blog dele: http://vidadesuporte.com.br/

      Esse pessoal todo é muito talentoso, e parece realmente amar esse trabalho. Uma excelente fonte de inspiração! 😀

      É isso, Luiz, espero ter ajudado, tomara que em breve você esteja bombando com suas tirinhas! Um abração!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 19/10/2010 @ 09:07

  14. Oi, amiga!

    Já escrevi sobre o “misterioso” filme de suspense. Já está no blog, quando puder dê uma passadinha por lá.

    Ahh…o Tyrone Power!

    Qual o melhor filme dele? Foram tantos, é difícil escolher apenas um! Mas vamos lá, que tal “Melodia Imortal”? Nele é contado a história de um músico. Para melhorar, tem a presença da Kim Novak. Adoro esta atriz!

    Prepare os lencinhos…;)

    Vamos nos falando, ok?

    ALOHA!

    Beijinhos,

    Eve.

    Comentário por Eve — 18/10/2010 @ 21:42

  15. Ah…esqueci de te dizer que eu te escrevi pelo Twitter com uma pergunta.

    Já faz um tempinho, creio que vc não tem entrada lá.

    Mas não faz mal.

    Beijão, miga!

    Eve.

    Comentário por Eve — 18/10/2010 @ 22:56

    • Oi, Eve! 😀

      Realmente eu nem tive tempo de entrar no Twitter, mas agora já fui lá e respondi a sua pergunta, desculpe a demora, amiga!

      Gostei muito da sua indicação, eu já estou caçando o filme do Tyrone, adoro histórias sobre músicos! Minha caixa de lenços está a postos, que venham as lágrimas!! 😆

      Já dei uma “bizoiada” no seu blog, estou lendo o post, incrível, eu nem sabia que este filme existia! Daqui a pouco eu comento lá!

      Um beijão, miga, e ALOHA!!
      Valéria Olivetti :mrgreen:

      Comentário por valeriaolivetti — 19/10/2010 @ 09:36

  16. Oi, Valéria!

    Ah, prepare os lenços quando for assistir “Melodia Imortal”, creio que você irá derramar algumas lágrimas…

    O filme é lindo!

    Quer dizer que a Jaclyn Smith era a sua Pantera favorita?

    Incrível, a minha também! Eu adoro a Jaclyn e para mim ela sempre será a Kelly Garrett!

    Por falar nelas, adivinha sobre qual série irei escrever no próximo “Especial de Séries” no blog?

    Nossa…muito difícil…rsrsrs…

    Claro, “As Panteras”!

    Estou terminando de ver a quarta temporada e quando terminar de assistir a quinta (última), poderei dar o meu palpite escrevendo sobre todas as temporadas… como ficou a série depois da saída da Kate Jackson (Sabrina)…

    Bom, como eu sempre gostei mais da Kelly eu não senti muito, porém…vou deixar para comentar no meu blog. Ahaha…eu ADORO fazer isso!

    Sabe que quando criança eu e minha irmã brincávamos de ser “As Panteras”? Eu era a Kelly e minha irmã a Kris, aliás, a Cheryl Ladd estava muito doce como a irmã da Jill (Farrah Fawcett). Opa, é melhor eu para por aqui…

    Aguarde…

    Beijão, miga!

    ALOHA! 🙂

    Eve

    Comentário por Eve — 19/10/2010 @ 16:45

  17. ERRATA:

    “Opa, é melhor eu PARAR por aqui…”

    😉

    Comentário por Eve — 19/10/2010 @ 16:47

  18. Amiga,

    Já lhe respondi lá pelo Twitter!

    Um beijão!

    Eve

    Comentário por Eve — 19/10/2010 @ 17:11

    • Oi, miga! 😀

      Já re-respondi o Twitter! 😆

      Eu já tô com o filme na mão e vou assistir hoje mesmo! Meu irmão caçula também é músico, e vai assistí-lo comigo. Depois eu comento! 😀

      Quero ver seu post sobre As Panteras! Eu acho que nunca assisti todas as temporadas, na TV sempre ficavam repetindo episódios e deixavam de passar outros. Vou matar a saudade e saber mais com o seu post! :mrgreen:

      Um beijão, amiga!

      ALOHA! (Essa palavra tem um significado lindo!!) =D

      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 20/10/2010 @ 07:21

  19. Oi, Valéria!

    Tenho certeza que você irá amar o filme! É uma história muito bonita!

    Eu já terminei de assistir a quarta temporada das Panteras e já estou na quinta, assim que terminar de ver, escreverei o post. Mas já estou separando os vídeos, as fotos…

    Espero que os fãs gostem!

    Vamos nos falando, amiga!

    Beijão!

    ALOHA! 🙂

    Comentário por Eve — 20/10/2010 @ 19:50

  20. Ah…já re-respondi também lá no Twitter!

    Bjsss!

    Comentário por Eve — 20/10/2010 @ 21:42


RSS feed for comments on this post.

%d blogueiros gostam disto: