Dicas de Roteiro

15/07/2010

Oito Semanas Para Um Roteiro – Parte 4

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 09:12
Tags: , , ,

Hoje estamos de volta com a continuação de nosso artigo (já chegamos à metade!). Lembrando novamente que ele foi escrito por Richie Solomon e tirado do site Story Link.

puzzle_calendar2

SEMANA QUATRO – ATO DOIS

Um Dia de Fúria

Um Dia de Fúria, escrito por Ebbe Roe Smith

Ah, o temido Ato Dois. Este geralmente é o lugar onde os escritores têm mais problemas. É onde a sua história fica empacada ou adiada até ao ponto de nunca se mover novamente. É o ponto em que você é tentado a desistir, e muitos o fazem.

Mas nós não vamos deixar isso acontecer conosco. Assim como o herói da nossa história, vamos enfrentar corajosamente todo e qualquer obstáculo em nosso trajeto e forjar um caminho para o nosso objetivo final.

Não é de se admirar que as pessoas tenham uma dificuldade maior com o Ato Dois. É  duas vezes mais longo do que os demais atos e é geralmente onde colocamos menos pensamento.

O Ato Um e o Ato Três são divertidos de se escrever. É como a nossa história começou, em primeiro lugar. Nós tivemos uma ótima idéia para colocar o nosso herói em encrenca, e um jeito fantástico para ele sair dela. Nós apenas não temos certeza quanto a todo o resto no meio.

Conflito é história e Ato Dois é conflito, então o Ato Dois na verdade é a nossa história.

Se você está tendo problemas com o Ato Dois, você pode estar tendo problemas com a sua história. Talvez o seu conflito não seja grande o suficiente. Ele pode ser fácil demais de se superar. A maioria das histórias mais fortes têm conflitos internos, assim como os externos mais óbvios.

O protagonista precisa resolver seus demônios interiores, a fim de resolver seu conflito externo. É isto que é o arco do personagem.

A tarefa aparentemente simples de pular no mar para salvar uma menina de afogamento assumiria um significado totalmente novo se o candidato a salva-vidas tivesse um medo irracional de tubarões. E se realmente houvesse tubarões na água? E se eles estivessem rodeando a menina? E se a menina fosse a filha do herói? Você pode ver como é fácil aumentar os riscos.

O seu personagem principal tem um conflito interno? Como isso afeta os conflitos externos dele?

No Ato Dois você quer constantemente elevar o conflito. Continue empurrando o seu herói para o ponto sem volta. Justamente quando parece que vai ficar mais fácil – Bam! – Ele topa com um desafio ainda maior. Até ele enfrentar seus medos interiores, ele nunca vai resolver os seus exteriores.

Pense em sua história. Como você pode aumentar o conflito? Como você pode aumentá-lo novamente? As suas cenas estão apenas repetindo os mesmos problemas para o seu herói ou estão criando problemas novos, mais difíceis? Existe algo emocional que o seu personagem precise superar? Como ele pode finalmente enfrentá-lo para resolver seus conflitos, tanto internos quanto externos?

Escreva o seu rascunho do Ato Dois. Ele deve ter de 30 a 60 páginas.

Na próxima semana nós finalmente iremos deixar o seu herói resolver seus problemas, quando mergulharmos no Ato Três.

Horizon_Wallpaper_por_hameed Boa escrita hoje e até amanhã!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: