Dicas de Roteiro

23/05/2010

Arranje Mais Tempo Para Escrever

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 16:09
Tags: , ,

O artigo de hoje é de Melissa Donovan, tirado do site Writing Forward:

criando tempo

Não é fácil encontrar tempo para escrever. Mesmo escritores profissionais ficam enrolados com papeladas e marketing, e têm de lutar para conseguir terminar o trabalho de escrita.

Mas com um planejamento cuidadoso e uma melhor gestão do tempo, todos nós podemos aprender a cavar um pouco mais de tempo para escrever.

Aqui estão sete dicas de escrita que lhe ajudarão a arranjar ou encontrar mais tempo para escrever, mesmo que você tenha uma agenda lotada.

Dicas de Escrita Para Uma Melhor Produtividade

Tente algumas destas técnicas de produtividade e dicas de escrita testadas e verdadeiras, e veja quais funcionam para você:

1. Determine que escrever é a primeira coisa a se fazer todas as manhãs. A maioria das pessoas sente-se revigorada após uma boa noite de descanso (e uma xícara de café quente!), por isso não há melhor hora para ser criativo do que pela manhã. Se você conseguir escrever alguma coisa antes de entrar no chuveiro, já terá começado muito bem o dia!

2. Agende sessões de escrita. Se você tem uma agenda super-lotada e super movimentada, e a sua vida é ditada pelas notas em seu calendário, então anote o seu horário de escrita! Mesmo que possa só espremer meia hora por dia, você verá um aumento dramático de sua produção!

3. Dê a si mesmo uma pausa. Espremer tempo de escrita em pausas e almoços no trabalho pode ajudá-lo a aumentar a sua contagem de palavras diária. Mesmo uma farra de escrita de dez minutos pode significar um avanço enorme em sua trama, ou aquele pedaço de diálogo perfeito que você estava procurando. Como algumas de suas melhores ideias de escrita vêm quando você está enredado em outras atividades, mini pausas de escrita espalhadas ao longo do dia podem avançar o seu projeto em passos pequenos, mas significativos.

4. Você pode fazer isso no carro. Não use papel e caneta aqui, pessoal. Muitos telefones celulares são equipados com gravadores, e existem dispositivos de gravação independentes, assim como gadgets que você pode adicionar ao seu iPod, iPhone, ou outro mp3 player ou smart phone. Use o tempo dirigindo para gravar os seus pensamentos, e você pode transcrevê-los mais tarde. Dica de escrita-bônus: Não tem um gravador ou um pacote de expansão? Telefone para si mesmo e deixe uma mensagem de voz!

5. Sacrifício. Às vezes na vida temos de fazer escolhas. Desista de um de seus programas de TV e no lugar use esse tempo para uma sessão semanal de escrita. Reconsidere aceitar todos os convites de festas, e pergunte-se se atividades extra-curriculares como jogar num campeonato de softball comunitário é mais importante do que ter a sua escrita pronta.

6. Peça por ajuda. Se você tem coisas demais para fazer, e simplesmente não consegue encontrar tempo para escrever, tente delegar outras tarefas para amigos, colegas e familiares. Isto irá liberar tempo em sua agenda que você pode dedicar à escrita.

7. Desligue a internet. Preciso dizer mais?

escritor_escrevendo Boa escrita hoje! Inté!

Anúncios

4 Comentários

  1. Ótimas dicas Valéria!…

    Comentário por januária — 01/06/2010 @ 15:35

  2. O maior problema é a disciplina. Isso que estou tentando, tentando fazer, mas até agora sem sucesso. Por isso eu entendo quando falam que fulano que escreveu um livro é meio maluco. Um cara estes dias lançou um livro de relativo sucesso e um amigo próximo me disse que ele era meio pirado só assim mesmo para poder escrever um compêndio de quase 1000 mil páginas.
    O complicado é dar-se conta que no final das contas a gente só faz o que quer mesmo, ninugém nos impede, a não ser nós mesmos.
    Tinha que um escritor que dizia algo assim: Escrever é facíl. É só sentar na máquina e cortar os pulsos”. Fernando Sabino usava muito esta frase.
    E William Goldmann, roterista de Todos os Homens do Presidente, diz que não há nada mais facíl no mundo do que não escrever.
    Isso para naõ falar do medo que as coisas sairem do nosso controle.
    Parafraseando Vinícius.
    Roteiros. Escrevê-los ou não escrevê-los. Melhor não escrevê-los. Mas se não escrevê-los como sabê-lo?

    Comentário por Antunes — 04/06/2010 @ 02:23

    • Olá, Antunes!

      Adorei as frases!! Acho que não existe um escritor no mundo que não se identifique com elas! RsRs! E eu também me encontro na mesma situação! Tem períodos em que eu escrevo, escrevo, todos os dias, com tantas ideias, aí chega o estraga-prazeres do senso crítico que diz que a gente não serve pra isso, que tá tudo uma porcaria, que deveria largar essa profissão, ou no mínimo jogar tudo fora e começar do zero, e por aí vai. Aí acordar cedo para escrever torna-se uma tortura, a gente rejeita todas as ideias que surgem, fica deprimido, angustiado,tenta relaxar mas é quase impossível. Até que um belo dia nós relemos a “porcaria” que tínhamos escrito e descobrimos que não era tão ruim, era inclusive bacana, por que tanto sofrimento? E a nossa auto-estima sobe um pouquinho para podermos continuar em frente. É tão complicado!

      Tenho amigos que acham insano quem lê – ponto. Outros acham loucos quem compra (e lê!) livros de mais de cento e cinquenta páginas. Ler livros grossos, tipo tijolão, é só para quem tem muitos parafusos a menos!! 😆 Eu nunca perguntei, mas também devem achar que quem escreve esses livros são doidos irrecuperáveis! Eu acho engraçado e triste ao mesmo tempo! Conheci uma austríaca que disse que aqui no Brasil as pessoas não lêem, diferentemente da Europa. Infelizmente, a maioria aqui não lê mesmo, inclusive já conheci gente se gabando de ter lido apenas um livro na vida!! Isso é triste, triste, triste! *suspiro*

      Mas se a gente nasceu com esse talento, com essa paixão, não adianta se revoltar. Talvez no futuro, com uma melhor educação, as pessoas aprendam a apreciar e a valorizar o prazer da leitura (e o da escrita!). Por enquanto, a gente vai fazendo a nossa parte, uma palavrinha por vez (umas gotinhas de sangue, suor e lágrimas por vez!). Quem sabe a gente não colabora para essa mudança também?

      Adorei a contribuição, Antunes, continue firme e forte, o Brasil precisa de escritores! Um beijo grande! 😀 😉
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 04/06/2010 @ 09:08


RSS feed for comments on this post.

%d blogueiros gostam disto: