Dicas de Roteiro

14/05/2010

Videoclipe – Argumento de As Long As You Love Me – Backstreet Boys

Filed under: Roteiro,Som — valeriaolivetti @ 07:27
Tags: , ,

Mais um argumento de videoclipe para estudarmos. Escrito por Nigel Dick:

BACKSTREET BOYS – As Long As You Love Me
Filme do Dick nº 353
Escrito em: 12/06/1997
(Adaptado do conceito de "All that I have to give" nº1, de 25/04/1997)

Este vídeo será filmado com teleobjetivas, ou em filme 35 mm. As cores cantam, e a técnica de filmagem é super bacana, definida e brilhante. A atitude dos Backstreet Boys vai jogar contra isso, e teremos um sentimento de gracejo em relação ao vídeo. Ao longo da narrativa há uma sensação palpável de fantasia. Quaisquer que sejam os nossos sentimentos no começo, os Rapazes vão sair como vitoriosos: calorosos, acessíveis, capazes e simpáticos, mas com ousadia suficiente para torná-los assistíveis e interessantes.

O vídeo abre em um grande espaço tipo loft – o tipo de área que pode ser usado para um local de escolha de elenco: talvez com paredes por onde entra luz natural, um pano de fundo, prateleiras de roupas, uma área de cozinha etc.

Os Backstreet Boys estão reunidos num canto do espaço, esperando algo acontecer, olhando para fora da janela, lendo um jornal, fazendo alguns passos de dança, jogando basquete etc. Eles estão entediados – quem quer que eles estejam esperando, está atrasado.

A porta se abre e alguns funcionários da agência de propaganda entram, seguidos por cinco Lindas Mulheres. Um a um, os Rapazes se viram, abaixam seus óculos, abaixam seus jornais, param seus passos de dança, largam a bola de basquete e assistem as cinco Mulheres passarem. As Mulheres andam em gloriosa câmera lenta. Nessas cinco belíssimas formas vemos uma gama de modernas profissionais femininas: ocupadas, ambiciosas, sensuais, femininas, arrogantes, intocáveis. Há uma sensação de perigo e poder em relação a elas. Mas elas também parecem combinar com os Backstreet Boys em variedade; da profissional alta e de pele escura, à secretária mais jovem e bonitinha.

As mulheres se acomodam de formas variadas em torno da mesa, sentam-se desleixadamente numa poltrona e vão em direção à área da cozinha. Uma das mulheres abre uma pasta, coloca um par de óculos e gesticula para Nick com seu dedo indicador. Nick anda para o centro do recinto e começa a cantar.

Cercadas por outras pessoas da agência, as Mulheres assistem enquanto Nick faz seu teste; os outros quatro rapazes assistem a partir dos lados.

A câmera faz um jump cut [N.T.: Uma transição imediata de uma cena para outra] e quadros [enquadramentos] lampejam enquanto Nick faz seus movimentos – ao mesmo tempo nervoso e confiante. As cinco Mulheres assistem: uma cai em uma cadeira e olha por cima de seu lugar nas sombras, uma dá uma olhada ocasionalmente enquanto fala em seu telefone celular, uma folheia fotografias de rostos, uma toma notas e uma balança em sua cadeira de executivo. Nick está tentando fazer o melhor que pode para impressionar e ganhar a atenção coletiva delas. Uma das pessoas da agência grava a cena com uma câmera de vídeo, e vemos um pequeno monitor com a imagem de Nick sendo reproduzida nele.

Enquanto Nick canta, os outros quatro caras preparam-se para a sua vez em frente à câmera: eles fazem um pequeno passo de dança, abotoam uma camisa, ajustam um chapéu. Howie empurra uma cadeira na direção de Nick. Ela desliza até parar atrás dele, e Nick se senta.

Conforme atingimos o terceiro refrão, a Mulher na cadeira executiva pega um controle remoto da mesa em frente a ela, aponta-o para Nick e aperta um botão. Enquanto Nick canta, sentado numa cadeira, ele se metamorfoseia em Kevin. Após alguns momentos, a mulher aperta o controle remoto de novo e Kevin muda para A.J., que então muda para Brian, para Howie, e finalmente de volta para Nick.

(Como fazemos isto? Nós coreografamos uma rotina envolvendo a cadeira onde todos os cinco rapazes fazem a mesma rotina: sentando-se no mesmo momento, levantando-se na mesma hora, movendo-se ao redor da cadeira e sentando-se novamente. Filmamos a cena com uma câmera imóvel – e uma cadeira e um pano de fundo imóveis – e então mesclamos as imagens na pós-produção. A natureza da edição: trocar / fundir / dissolver / corte brusco de um Rapaz para o próximo, ainda está para ser determinada).

Quando o refrão chega ao fim, uma das outras garotas pega o controle remoto e aperta um botão, e Nick muda para Brian, que canta a segunda estrofe.

Os Rapazes entraram no espírito da audição e estão fazendo de tudo para conquistar as Mulheres. As Mulheres agem como se não estivessem impressionadas, e fazem mais telefonemas, uma puxa uma caixa de leite da geladeira e bebe enquanto assiste, outra olha por cima de seus óculos para checar um detalhe de uma foto 20x25cm da banda, com uma das pessoas sem face da agência no fundo.

Enquanto Brian canta, nós entrecortamos entre todos os cinco membros da banda em imagens filmadas em separado contra o mesmo fundo, rindo, posando, em pé, sentando em vários trajes. Estabelecemos no primeiro par de cortes um quadro que fica ao lado deles: “Howie D., Teste de Guarda-Roupa”. “Kevin, Teste de Guarda-Roupa”. Etc. Estes arranjos nos permitem ver uma filmagem de grande personalidade dos membros da banda. Algumas vezes um dos membros da banda pode executar um movimento, e cortamos para um dos outros caras fazendo um movimento similar.

Conforme Brian canta o refrão, os outros quatro rapazes surgem do corpo dele, e uma rotina se desenvolve. Quando isso acontece, todas as Mulheres de repente começam a dar especial atenção ao que está acontecendo, e vão até a mesa até que todas estejam agrupadas por atrás da Mulher-Executiva-chave.

A rotina dos Rapazes os traz para mais e mais perto das mulheres na mesa, até eles se inclinarem sobre a mesa, a apenas alguns centímetros dos rostos delas. No final do refrão, A. J. desliza a sua mão para baixo do controle remoto e passa-o por trás de suas costas para Kevin, para Howie, para Nick.

Durante os oito compassos do solo, os Rapazes se afastam da mesa e Nicky exibe o controle remoto, aponta-o para as Mulheres e aperta um botão… ‘As long as you love me…’ [‘Contanto que você me ame…’]

Em frente aos nossos olhos, as Mulheres e a locação em que elas e os Rapazes estavam, mudam no que parece ser um cenário completamente diferente! Isto é feito de tal forma que, embora a mobília e as Mulheres mudem suas localizações, as posições dos móveis e as posturas das mulheres continuam totalmente fixas, criando a impressão de que passamos para algum universo paralelo. (Faremos isto na mesma locação, apenas adornada de forma diferente).

As Mulheres agora se parecem mais com Garotas, ou Jovens Mulheres. Sua roupa é menos executiva, ou coerente com o espaço de ensaio, auto-consciente e envergonhada. O vento chicoteia em torno delas e a câmera move-se lentamente em direção a elas enquanto Brian canta: ‘I don’t care as long as you love me.’ [‘Eu não ligo, desde que você me ame.’]

Brian pega o controle remoto de Nick e o pressiona. As cinco Garotas tornam-se uma Garota.

Agora não são os Rapazes que têm de experimentar roupas e fazer uma audição, mas as figuras que mudam de uma para outra, uma figura saltante que levanta vôo como uma Garota e aterrissa como outra, e assim por diante.

Uma das Garotas provou ser mais maldosa e subordinada do que as outras (provavelmente a Garota equivalente à Mulher da escolha de elenco que estava caída na cadeira e mascando chicletes). Ela aproxima-se dos Rapazes e agarra o controle remoto; a “varinha” mudou de mãos e os Rapazes e as Garotas são transportados de volta para a locação de escolha de elenco original.

As Garotas agora são mulheres altivas novamente, e os Rapazes terminam sua rotina com uma atitude negligente. Conforme o final da canção se aproxima, os Rapazes marcham para fora do local de escolha de elenco com o mesmo sentimento orgulhoso com que nós os vimos pela primeira vez.

De volta para dentro do local, as Mulheres arrumam as coisas e percorrem seu caminho em direção à porta. À medida que elas se aproximam da porta, cortamos para o outro lado desta.

Saindo da porta, não são as cinco Mulheres arrogantes, mas as cinco jovens GAROTAS! Elas correm até a rua, descendo as escadas, pelo corredor (a locação irá decidir) atrás dos Backstreet Boys.

Quadro congelado. Fim.

© Nigel Dick ’97

Eu tinha escrito primeiro este argumento para a canção "All that I have to give", mas a gravadora o odiou. Quando eles precisaram de um segundo vídeo dos rapazes apenas duas semanas mais tarde, eles me ligaram e disseram: “Lembra-se do ótimo argumento que você escreveu duas semanas atrás? Há alguma chance de que você possa usá-lo com esta canção?”. Quando chegou a hora de escolher as CINCO garotas, a gravadora pediu por uma sexta garota – e a garota que eles escolheram tornou-se a esposa de Brian.

backstreet-boys Amanhã teremos a quinta e última parte do texto de Nigel Dick. Boa escrita para você hoje!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: