Dicas de Roteiro

14/04/2010

A Atitude Mental e o “Hábito de Ouro” dos Roteiristas Mais Bem Sucedidos de Hollywood

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 20:47
Tags: ,

Oi! O artigo de hoje foi escrito pelo produtor executivo de cinema Marvin V. Acuna, para o site The Business of Show Institute:

success_key

Se você tivesse que identificar a única qualidade mental que separa os roteiristas de sucesso daqueles que caem pelo caminho, ela se resumiria a uma palavra:

E não é a que você pensa. Não é “ambição”, “conexões”, ou “talento”.

A palavra é… decisão.

Roteiristas de sucesso decidem tornar-se profissionais antes de realmente alcançarem o sucesso desejado. Eles já são roteiristas célebres, respeitados e ricos em suas mentes, antes de tornarem-se assim no mundo real.

E a coisa mais importante é: eles agem de acordo. Eles trabalham como roteiristas que recebem milhões de dólares e estão em alta demanda.

Você quer ser um roteirista de sucesso? Então aja como um.

E aqui vai um exemplo de um hábito de milhões de dólares que você pode aplicar imediatamente em sua vida. Na verdade, este hábito é tão poderoso que bem que poderia literalmente ser as “chaves do reino”. Isto é o que todo roteirista de sucesso com quem já trabalhei faz todo dia, como uma rotina.

Pronto? Aqui está ele…

Roteiristas de sucesso arranjam tempo para escrever todo dia. É simples assim. Mas pense nisso. Você faz isso frequentemente?

Se você tiver tomado a decisão de ser um roteirista (e ainda trabalhar das 9 às 5), então é imperativo que você programe tempo, todos os dias, para se dedicar ao seu sonho.

Por exemplo, “A partir de hoje eu vou escrever das 5 às 7 da manhã todo dia. Eu vou tomar banho, me vestir e ir para o meu trabalho em horário integral. Eu voltarei para casa, jantarei, passarei um tempo com as crianças, assistirei um pouco de TV, mas das 19:30 às 21 horas eu fecharei o quarto e escreverei por umas duas horas.”

Você acha que pode disciplinadamente programar tempo para escrever, e seguir este esquema tão regularmente quanto você come, dorme, e passa tempo com sua família? Porque é isso o que roteiristas de sucesso fazem. Os “aspirantes” reclamam de não ter tempo suficiente.

success_and_happiness

O RESTO DE SUA VIDA…

< MEDÍOCRE

MEMORÁVEL >

Mesmo não sendo roteirista, existe uma ótima história sobre Daniel Day Lewis que é um grande exemplo disto. Tem uma entrevista dele de quando ele estava fazendo Sangue Negro (There Will Be Blood, 2007), em que um repórter perguntou como ele se preparou tão bem para o seu personagem.

E a resposta dele foi que, em sua casa, ele tem um quarto de imaginação pessoal. E quando ele entra naquele quarto a sua esposa e os seus filhos sabem que ele não deve ser perturbado até sair. Ponto.

E  é isso o que um roteirista precisa fazer. Um roteirista também vive na imaginação. Ele tem a habilidade de expressar a sua imaginação através da palavra escrita. Então, como profissional você precisa preservar as suas horas de trabalho. Isso é o número 1. E eu fortemente encorajo-lhe a fazer isso, porque é um hábito que você precisa desenvolver e ter muita disciplina de fazer.

Porque se o seu objetivo for se tornar um escritor de estúdio ou de televisão, ninguém vai ligar para você no escritório todos os dias para garantir que você esteja trabalhando. Esta é a sua responsabilidade.

Você terá prazos, e eles lhe tratarão como adulto. Se você não cumprir esses prazos, pode ter certeza de que a sua carreira não irá prosperar.

Deste modo, o primeiro passo é decidir se tornar um profissional em sua mente. Apenas tome a decisão. Mas ainda mais importante, você precisa agir como um profissional. O que significa que, se você quer ser um futuro roteirista de milhões de dólares, então você precisa programar tempo para escrever.

 benvindo Boa escrita para você 00000011 e muito sucesso!!

Anúncios

8 Comentários

  1. Aproveito o post para falar de um assunto mais delicado Valéria.

    Minhas idéias estão me consumindo Valéria.
    Adquiri insônia por causa da quantidade absurda de idéias que venho tendo. Toda noite quando estou na cama começo a pensar em várias idéias e roteiros diferentes e isso tem se tornado algo muito cansativo porque eu estou me levantando em média 8 vezes por noite só para escrever essas idéias porque acredito que não consigo mais lembrar delas quando acordo.

    O problema é que quando não escrevo fico inquieto e ancioso e não consigo dormir. E quando finalmente durmo tarde da madrugada e acordo eu vou reavaliar as idéias e as vezes muito pouco delas realmente valem apena. Gostaria de saber se você já passou por algo do tipo?

    Pesquisei sobre e isso que tenho passado se encaixa nos sintomas da Síndrome do Pensamento Acelerado.

    Criei um blog para tentar esvaziar um pouco o cérebro: http://mydaysofsummer.tumblr.com/

    Aguardo contato, grato.

    Comentário por Ewerton — 18/04/2010 @ 23:04

  2. oi ewerton!

    meu nome é januária e costumo frequentar o blog da valéria também… eu passei por essa fase, acredito ser uma fase, porque com o passar do tempo, meio que me acostumei com essa “esquizofrenia” e até a ansiedade, torna-se normal na gente, bem isso foi comigo e torço ser uma fase para você também… se a gente tem várias idéias na cabeça é normal, nem todas vão ser aproveitadas, outras sim, outras não e virão idéias melhores ainda, pois a medida que a gente vai passando por experiências, a gente vai criando idéias mais maduras e elaboradas, entende? é isso, a minha experiência, sucesso, januária!

    Comentário por januária — 19/04/2010 @ 00:19

  3. Olá, Ewerton!

    Não se preocupe não, o que você tem não é uma doença. Se for, acho que a maioria dos escritores já a adquiriu! 😀 A Januária falou muito bem, isso costuma ser uma fase, e ideias melhores sempre virão. Vou descrever o que aconteceu comigo:

    Logo que eu comecei a escrever roteiros, que comecei a levar a sério essa profissão, eu passei a ter muitos sonhos estrombólicos à noite, uns 4 ou 5 por noite, e, assim como você, eu ficava aflita e angustiada para lembrá-los pela manhã. Se eu não os escrevia, na grande maioria das vezes eu acabava esquecendo-os. Então coloquei um caderninho na minha mesinha de cabeceira para anotar umas palavras-chave para desenvolver melhor o texto pela manhã. Por exemplo: “Alienígenas no telhado”. De manhã eu olhava para aquelas palavras e tinha apenas uma vaga ideia do que se tratava, ou me esquecia completamente de todos os detalhes que queria anotar, a única coisa de que me lembrava era que eu tinha sonhado com alienígenas no telhado! 😆

    Isso significava então que eu precisava escrever todos os detalhes durante a noite, porque o esforço de ficar tentando memorizar durante o sono interrompido estava me dando insônia. Aí eu ia para o banheiro (eu dividia o quarto naquela época), acendia a luz e escrevia a ideia. Não funcionou. Eu ficava ansiosa e sem conseguir dormir bem. E de mal-humor durante o dia. Pensei em pegar um gravadorzinho, mas daria no mesmo, o meu sono ficaria picado. E as ideias contidas nos sonhos não eram lá essas coisas para tanto sacrifício! Esse suplício durou alguns meses.

    Então dei um basta quando não aguentei mais. Disse para mim mesma: “Dane-se! Se eu perder ideias, perdi! Eu quero é dormir bem!!” E tirei o caderninho da cabeceira.

    Sabe o que aconteceu? Eu passei a dormir bem!! Meus sonhos diminuíram radicalmente de frequência, e eu fiquei tranquilona!!

    E as ideias? Bem, as ideias passaram a surgir com frequência durante o banho!! 😆 Sério!! Eu descobri que a Agatha Christie tinha suas melhores ideias quando estava lavando louças! E Steven Spielberg e Robert Rodriguez têm ideias para seus filmes enquanto estão dirigindo para o trabalho. Ou seja, a nossa mente “desova” as ideias quando nosso corpo está ocupado fazendo um trabalho monótono e repetitivo, e o cérebro está desocupado, no automático. Acontece que a qualidade das minhas ideias melhorou consideravelmente depois disso. E o meu sono também!

    Na verdade o nosso cérebro obedece nossos comandos, mesmo que sejam involuntários. Quando a gente está começando sente muita insegurança e medo, ótimos “mestres” de nosso cérebro. Tudo o que você teme muito, ele arranja um jeito de fazer acontecer. Se você teme perder suas melhores ideias durante a noite, o seu cérebro vai “desovar” um monte de ideias à noite, e fazer você esquecê-las pela manhã, exatamente como você teme. Nosso cérebro é muito esperto, mas não distingue o mal do bem, e somos nós que devemos ter disciplina mental e emocional de nos treinarmos a pensar no que queremos! Você quer ter excelentes noites de sono e excelentes ideias durante o dia? Pense nisso, de dia, antes de dormir, a qualquer hora, e relaxe! Quanto mais estressado a gente fica, mais essas coisas ruins acontecem! Como a Januária disse, com o tempo e a maturidade a gente supera isso, mas se não tomarmos cuidado, pode ficar uma coisa crônica, e, como escritor, você não vai querer passar a vida inteira assim, não é mesmo?

    Bem, espero que tenha lhe ajudado, Ewerton! Tomara que você passe por essa fase logo para ter ideias bacanas em momentos mais agradáveis para você!

    Um super abraço carinhoso, e até a próxima!! 😉
    Valéria Olivetti

    Comentário por valeriaolivetti — 19/04/2010 @ 09:51

  4. Valéria…MUITO BOA esta postagem.

    Acredite… ela me ajudou bastante!

    =)

    Comentário por Daniel — 19/04/2010 @ 20:48

    • Olá, Daniel! Que bom vê-lo aqui de volta!! 😀

      Pôxa, fico super feliz que você tenha gostado!! Desse jeito eu fico mais animada pra trabalhar todo dia, viu? Pra ajudar todo mundo que está ralando para se tornar um roteirista profissional. O nosso amor por cinema é o que nos une, e o que nos motiva a continuar apesar dos percalços, não é mesmo? Eu antevejo um futuro brilhante para todos nós, de verdade.

      Um super abração, Daniel, adorei sua visita!! 😀 😀 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 20/04/2010 @ 10:02

  5. […] This post was mentioned on Twitter by AloysioLetra. AloysioLetra said: Atitudes para se tornar um roteirista profissional: http://wp.me/pJ8ar-Iu Espero conseguir seguir isso daqui em diante… […]

    Pingback por Tweets that mention A Atitude Mental e o “Hábito de Ouro” dos Roteiristas Mais Bem Sucedidos de Hollywood « Dicas de Roteiro -- Topsy.com — 21/04/2010 @ 00:38

  6. Gostei muito do seu blog. Uma iniciativa excelente da sua parte. Confesso que nao conhecia este espaço. Você traduz artigos sobre escrita que são fascinantes. Parabéns por este trabalho.

    Comentário por Emílio Poletto — 26/04/2010 @ 13:57

    • Olá, Emílio, seja benvindo!! 😀

      Estou super feliz que você tenha se juntado a nós!! :mrgreen:

      Na verdade eu comecei este blog resumindo as coisas que eu sabia, das leituras que tinha feito e de minha própria experiência. Porém, ao revisar alguns dos textos, eu reparei que nunca me igualaria a muitos dos textos originais, pois cada autor tinha uma experiência particular e única muito interessante para contar. Se um autor é um grande roteirista em Hollywood, ou um roteirista de filmes independentes, ou um produtor, ou um cineasta/roteirista, cada um terá um ponto de vista e experiências diferentes para contar, algumas que eu jamais tive e jamais terei, pois é particular daquele indivíduo e de sua história de vida. Deste modo, sem notar, eu involuntariamente acabei escolhendo me dedicar apenas às traduções, para preservar o sabor e as informações originais dos artigos e livros que estudei. Apenas nesta parte de comentários, quando alguém tem uma dúvida, eu resumo aquilo que sei, ou relato as minhas próprias experiências.

      Por este motivo, é sempre muito bom saber que a minha escolha de textos está sendo aprovada, que estou no caminho certo. Eu lhe agradeço imensamente por me ajudar nisso, Emílio! 😀 Espero continuar trazendo textos informativos e divertidos, para que todos os apaixonados por cinema e escrita possam aprender e se aperfeiçoar com leveza e alegria! (Afinal de contas, quem disse que aprender tem de ser chato? 😕 ) E para que aqueles que nunca pensaram nesse assunto, possam se aventurar nessa área com um pouco mais de confiança do que eu tive quando comecei (que era praticamente nula 😦 ).

      Um super abraço, Emílio, e novamente muito obrigada por sua visita e seu apoio!! 😀 😀 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 27/04/2010 @ 09:02


RSS feed for comments on this post.

%d blogueiros gostam disto: