Dicas de Roteiro

12/02/2010

Escrevendo Sci-Fi – Parte 1

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 15:41

Olá de novo! Hoje temos a tradução livre do breve artigo de Carl Hose para o site Mania.com, chamado Como Escrever um Roteiro de Sci-Fi:

Apresentação:

Filmes de ficção científica, ou simplesmente sci-fi, têm sido populares desde o princípio do cinema. A popularidade do gênero cresceu nos anos 1950 com uma grande afluência de marcianos nas telas. Alien – O Oitavo Passageiro, O Exterminador do Futuro e o sinistro Cloverfield são exemplos dos variados temas da ficção científica nos dias de hoje. Fãs deste gênero estão mais exigentes do que nunca. Qualquer filme de sci-fi atual precisa incluir uma caracterização mais profunda (N.T.: personagens mais bem desenhados) e requer uma excelente narrativa que faça uso de elementos de outros gêneros, inclusive de terror. Aprenda como escrever um roteiro de sci-fi que irá fazer os espectadores modernos se sentarem na ponta de suas cadeiras.

Passo 1:

Escreva primeiro o resumo de sua história. Você pode fazer isto em cartões de papel ou num bloco de notas, ou pode fazê-lo em seu software de roteiro. A maioria dos softwares de roteiro têm algum tipo de ferramenta de desenvolvimento de histórias que irá ajudá-lo a resumir a sua história. O seu resumo não precisa ser detalhado.

Passo 2:

Apresente o seu protagonista (o mocinho) bem no começo, e mostre ele (ou ela) em sua vida rotineira para estabelecer o personagem. Mocinhos são tão essenciais à ficção científica quanto para qualquer outro tipo de roteiro.

Passo 3:

Estabeleça a ciência por trás de sua história. Não precisa ser uma invasão alienígena. O gênero de sci-fi abarca uma ampla variedade de possibilidades. A sua história pode ter algo a ver com uma ameaça biológica ou robôs assassinos. É necessário haver um elemento científico em seu roteiro e ele precisa ser definido como a força propulsora por trás de sua história.

Passo 4:

Limite a parte chata da ciência ao mínimo possível. Diferente de um livro, a escrita de roteiros não nos permite aprofundar em explicações. O objetivo final de um roteiro é a tela grande, onde a ação e o diálogo são reis. Escreva uma boa história com elementos científicos que você não precise explicar para o seu público.

Passo 5:

Formate corretamente o seu roteiro. Como a maioria dos roteiristas, você sem dúvida usará um dos muitos programas de software de roteiro do mercado, que irá formatá-lo automaticamente para você. É também uma boa idéia ter uma compreensão básica dos elementos de um roteiro. Mantenha um guia de estilo de escrita de roteiro à mão para servir de referência.

Por hoje é só. Estamos começando devagar, com um artigo bem curto, básico e simplezinho, afinal é carnaval!! Boa diversão para você (nesses dias não precisa escrever não, só se você não aguentar ficar longe do papel ou do computador!). Aproveite o descanso — ou a farra! — para repor a bateria, pois ainda temos muito ano pela frente para escrever nossos roteiros. Um ótimo carnaval e inté mais!

Anúncios

%d blogueiros gostam disto: