Dicas de Roteiro

30/01/2010

Sinopses São Um Perigo!

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 05:31

Em primeiro lugar, preciso definir o que seria uma sinopse. Há muita confusão de termos, com inúmeras variações, e não quero piorar as coisas. Aqui no Brasil a maioria das pessoas chama de sinopse um resumo da história em cerca de 3 a 7 linhas, contando apenas o enredo principal da história, com começo, meio e fim, sem detalhes, sem diálogos, sem as histórias paralelas nem os personagens secundários (a não ser que sejam fundamentais para a compreensão da história), e sempre escrita no tempo presente. Nos EUA isso se chama Story line ou Log line, ou pré-sinopse, e a synopsis seria o que chamamos de argumento, um texto de várias páginas, contando a história diretamente, com muito mais detalhes, mas ainda sem diálogos nem divisão de cenas. O argumento seria escrito antes do roteiro, e a sinopse, após o roteiro pronto.

A sinopse tem três objetivos muito importantes:

1- Clarear a mente do roteirista. Você acabou de escrever o seu roteiro, ou mesmo apenas o seu argumento, e quer saber se tem uma história coerente nas mãos. A sinopse o forçará a resumi-la de forma a ver apenas o esqueleto dela, o enredo principal, e se há uma história coesa ou não. A sinopse é uma ferramenta muito útil para ajudá-lo a se afastar um pouco do roteiro, recheado de tantos diálogos, cenas e personagens, e se capaz de ver apenas o essencial.

2- Vender o filme após pronto. Neste caso, a sinopse será totalmente diferente. Você não quer contar o começo, meio e fim de sua história para o público, quer? A sinopse aqui é uma ferramenta de venda, de propaganda para atrair a atenção e o desejo do espectador para assistir ao seu filme. E quem fará a sinopse neste caso geralmente não é o roteirista, mas o pessoal de marketing e divulgação do filme. Muitas vezes também serão os próprios jornalistas ou críticos de cinema dos jornais e revistas que farão o seu próprio resumo, ou seja, isto está além de sua alçada. Eis abaixo um exemplo deste tipo de sinopse:

Reparou que esta sinopse não conta absolutamente nada do enredo nem das ações dos personagens? No entanto, é uma propaganda original, bem-humorada e instigante, que pode atiçar a curiosidade do espectador e atraí-lo para o cinema.

Agora leia as sinopses dos filmes abaixo:

Quais destes filmes você teve vontade de assistir, e por quê? O que havia nas sinopses que lhe atraiu? E o que havia (ou faltava) nas outras que o repeliu?

Uma boa forma de estudar este tipo de sinopse é ler os resumos de filmes em revistas e jornais. Compare as sinopses de um mesmo filme publicadas em várias fontes diferentes. Faça isso tanto com filmes a que você já assistiu, para analisar como a história foi resumida, quanto com filmes a que você ainda não assistiu, para ver qual forma de “vender o peixe” foi mais atraente e por qual motivo. Não subestime uma boa sinopse: muita gente escolherá ou rejeitará seu filme por causa de poucas linhas num jornal. A maioria das pessoas decide qual filme assistirá através dessas sinopses. Você não?

Eis mais um exemplo:

Este resumo acima é um exemplo típico de sinopse que fala além da conta. Não assisti ao filme, mas aposto que já conta a história quase toda. Bruno e Valeria devem se apaixonar lá pelo meio do filme, e isto não deveria constar da sinopse. O público quer saber basicamente o que acontecerá nos primeiros 15 ou 20 minutos, a introdução da história. Contar mais que isso é estragar a surpresa. Já li sinopses que contavam tudo, quase até o final! E eu ficava esperando acontecer mais alguma coisa, não poderia ser só aquilo, como o jornal poderia ter resumido a história toda?! Porém, não acontecia praticamente mais nada! O pior é que essa situação é mais comum do que se imagina.

3- A sinopse também serve de ferramenta de venda do roteiro. Muitos diretores, produtores e concursos exigem a sinopse da história antes de ler o roteiro. Aí é que está o perigo. Quando elas são exigidas, você não tem como evitar, deve escrevê-las e enviá-las. Mas, se você tiver escolha, não as envie. Numa carta de apresentação, diga apenas qual é o gênero de seu filme: comédia, terror, drama, etc. Não dê detalhes da história. Já mencionei algumas vezes que o pessoal de cinema adora filmes, mas odeia ler. Se você oferecer qualquer chance para o diretor ou produtor não ler o seu roteiro, ele a aproveitará. Uma sinopse não consegue comunicar os detalhes do seu roteiro, o sabor de sua história, o carisma de seus personagens, as peripécias, o senso de humor, enfim, tudo o que pode fazer uma grande diferença. Digamos que você tenha escrito uma comédia romântica. Todas as comédias românticas têm um padrão semelhante: o já batido boy meets girl. O cara encontra a garota, se apaixona pela garota, fica com a garota, perde a garota, sofre pela garota, recupera a garota. Vá fazer uma sinopse assim. O diretor/produtor vai pensar, “Já vi este filme um milhão de vezes”. Mas ele não viu o seu filme. O seu roteiro pode ter cenas engraçadíssimas, diálogos impagáveis, personagens complexos que qualquer ator ou atriz mataria para representar, e um romance de arrancar suspiros dos corações mais endurecidos. Se ele não ler o seu roteiro, ele jamais saberá, porque uma sinopse não pode conter nenhum desses elementos.

Este tipo de sinopse, se tiver de escrevê-la, seria uma mistura das duas primeiras. Além de ser um resumo completo e brevíssimo da história, ainda deve incentivar o diretor/produtor a ler o roteiro (e, de preferência, a também fazer o filme). Você precisa mais do que o talento de um roteirista para escrever uma boa sinopse assim: precisa do talento de um publicitário. Deve vender a sua idéia, com precisão e objetividade, exaltando todas as suas qualidades, com o mínimo de palavras possível. Bons publicitários ganham os tubos porque este não é um trabalho simples e fácil, exige capacidade de síntese, lábia de vendedor, talento para saber o que o comprador quer e a capacidade de convencê-lo de que o seu “produto” irá suprir as necessidades dele. Uma sinopse envolvente e cativante irá passar de mão em mão juntamente com o seu roteiro. Um filme é um trabalho em grupo, e quando o produtor quiser convencer o diretor ou algum ator de destaque de que aquele é um trabalho que vale a pena, ele também poderá acabar usando a sua sinopse como ferramenta de persuasão.

Por isso, leve muito a sério quando estiver escrevendo a sinopse do seu trabalho duro de um ano inteiro. Aquelas poucas palavras podem abrir, ou fechar de vez, as portas para o seu filme.

Uma boa escrita, com excelentes sinopses, para você!

Anúncios

11 Comentários

  1. Olá Valéria!

    Gostei muito do seu post.

    Estou com uma dúvida que está me martelando.

    O tipo de Sinopse que é comentado no nº 3, seria o argumento, certo? Existe alguma regra para se escrever?

    Vou dar um exemplo para tentar explicar melhor o que eu estou tentando dizer:

    EX. Tenho a idéia, tenho o roteiro, mas preciso escrever um argumento do roteiro já pronto, ou seja, preciso vender o meu peixe. O que chamaria a atenção de um produtor para este argumento?

    Eu já vi muitos roteiros disponíveis na Internet, mas nunca vi um argumento de um filme já filmado e que de preferência seja conhecido.

    Você sabe se existe algum site que disponibiliza argumentos ou Synopsis?

    Eu preciso saber como começar este argumento, tendo em vista que o roteiro já existe.

    Sei que é de um argumento que sai o roteiro, mas como colocar isto no papel? Existe regras?

    O que você escrever é interessante: “Uma sinopse não consegue comunicar os detalhes do seu roteiro…”

    Concordo, mas se for enviar um roteiro, o produtor não irá ler, o que fazer?

    Espero que você possa sanar minha dúvida.

    Desde já agradeço a atenção.

    Eve.

    Comentário por Eve — 07/09/2010 @ 16:38

    • Errata:

      O que você ESCREVEU é interessante: “Uma sinopse não consegue comunicar os detalhes do seu roteiro…”

      Comentário por Eve — 07/09/2010 @ 16:42

      • Olá, Eve, seja bem-vinda!

        Antes de tudo, quero dizer que adorei o seu blog, você está fazendo um excelente trabalho nele! Parabéns!

        Que eu saiba, tem apenas um site em português com argumentos de alguns filmes produzidos e não-produzidos: o Roteiro de Cinema. Por estes argumentos acho que já dá pra ter uma boa ideia de como escrever um, espero que lhe ajudem.

        Eu tenho textos sobre como escrever argumentos e vou postá-los aqui, só que precisarão entrar numa filazinha meio grande, já estou devendo textos de vários assuntos pra um monte de gente, se você não se importar de esperar um mês, eu postarei textos interessantes sobre este tema também.

        Um beijo grande, Eve, boa sorte com seu roteiro, e volte sempre! 😀
        Valéria Olivetti

        Comentário por valeriaolivetti — 07/09/2010 @ 18:44

  2. Olá Valéria!

    Fico muito feliz por ter gostado do meu blog, realmente é um trabalho feito com muito amor.

    Suas palavras são um elogio para mim e me motiva a continuar acreditando no que estou fazendo.

    Muito obrigada!

    Eu já dei uma passadinha no site sobre roteiros, mas os argumentos expostos lá e que já foram produzidos são de filmes que eu não conheço, então fica difícil ter uma idéia.

    Eu já estou com o roteiro praticamente pronto, porém é preciso escrever este argumento e você sabe que é necessário fazer tudo correto, sem erros e como você mesma disse: “…aquelas poucas palavras podem abrir, ou fechar de vez, as portas para o seu filme.”

    É verdade!

    Tenho um parceiro, que é um grande amigo, que irá escrever este argumento, mas apesar dele ser um ótimo escritor, ele nunca escreveu argumento e está perdido como eu e precisamos dar o ponta pé inicial e não sabemos o que fazer.

    Sem problema nenhum, eu aguardo a sua postagem e agradeço por sua atenção.

    Recebo Newsletter de seu site e adoro suas postagens, obrigada pela força que você dá para nós que almejamos um dia chegar lá!

    Um grande abraço e até mais!!

    Comentário por Eve — 08/09/2010 @ 01:37

    • Olá, Eve!

      Que bom que estamos juntas nessa nossa paixão pelo cinema! Com certeza eu vou continuar te acompanhando, adorei mesmo o seu blog, até já coloquei ele nos meus favoritos aí ao lado! 😀

      Eu estou vendo que você está com prioridade na fila, portanto vou passar você um pouquinho na frente! Ao invés de um mês, espere uns 10 dias, que eu vou postar a tradução de um livro muito bom em inglês que eu tenho, só que são dois capítulos, 22 páginas, e vou tentar dividir isso tudo em umas 10 partes. Ou seja, até ter o texto todo vai levar uns 20 dias. Mas acho que ele é o que responde melhor à sua pergunta. Não existe uma “regra” fixa e definida de como escrever um argumento, mas este livro fala bastante sobre este assunto, abordando também as sinopses e as vendas orais (os pitches), seja ao vivo ou por telefone. É bem interessante. Vale a pena estudar isso.

      Então aguenta firme que em breve espero conseguir sanar suas dúvidas! Obrigadão pela força, um beijo grande, e até a próxima! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 09/09/2010 @ 10:34

  3. Olá Valéria!!

    Poxa, obrigada mesmo!! Você parece ser uma pessoa muito legal!!

    Hoje eu estava aqui pensando em tentar eu mesma escrever o argumento, fazer alguma coisa… sabe quando bate aquela ansiedade? Mas vou aguardar a sua postagem, tenho certeza que irá me elucidar.

    Creio que poderíamos trocar idéias sobre cinema, gosto de estar em contato com pessoas que compartilha a mesma paixão. Eu tenho MSN mas irei confessar, não tenho costume de entrar e nem paciência..rsrsr…mas tenho Facebook, você tem? Ou então podemos estar em contato por e-mail, neste mesmo que eu me escrevi no seu site, enfim, nem sei se você tem o hábito de compartilhar e-mails, facebook com algum leitor de seu site, mas para eu saber eu tinha que perguntar, não é mesmo? Se fui muito “entrona”, peço desculpas. A verdade, é que realmente eu espero poder dividir com você essa paixão pelo cinema, acredito que isso só nos faz crescer em conhecimento.

    Eu posso colocar seu site lá o meu blog? Eu nunca coloquei nenhum porque como sou nova nesse negócio de “blogar” ficava com medo de colocar outros sites lá e os donos acharem ruim, mas se você me autorizar eu coloco, até porque creio que muitos de meus leitores têm vontade de ser roteiristas e o seu site é completo e o melhor, você dá atenção aos seus leitores isso é o que diferencia dos outros.

    Mais uma vez obrigada!!

    Um beijo!

    Eve.

    Comentário por Eve — 09/09/2010 @ 22:00

  4. ERRATA:

    CONSERTANDO…

    “Eu posso colocar seu site lá NO meu blog?”

    Já percebeu que eu sou meio perfeccionista, não é? Rsrsrsrs…

    Beijão!!

    Comentário por Eve — 09/09/2010 @ 22:11

  5. Eu só percebo o que eu digitei errado depois que escrevi, então vamos lá…

    “precisamos dar o pontapé inicial…” e não “ponta pé”.

    Será que foi só isso que eu escrevi sem atenção? rsrsrs…

    Bom, nem vou conferir mais, deixa pra lá…rsrsrs…

    Bjs.

    Comentário por Eve — 10/09/2010 @ 01:12

    • Olá, Eve!

      😆 😆 Num liga não, eu costumo fazer um erros cabeludões quando comento nos sites dos outros, só vendo para crer! Quando a gente tem o nosso blog, é fácil voltar atrás e corrigir, aí ao escrever em outros a gente acha que pode voltar mas já é tarde demais, a besteira já foi publicada. Que jogue a primeira pedra virtual o internauta que nunca errou, não é mesmo? 😀

      Obrigada pelo elogio! Estamos aqui é pra isso mesmo, estamos todos juntos no mesmo barco! É um prazer poder passar o que eu aprendi para frente! E é exatamente essa interação que me dá ânimo de escrever todo dia! 😀

      Ah, eu não tenho Facebook, nem MSN! Tenho e-mail, mas a minha vida tem sido uma roda-viva este ano e há dois meses que eu nem abro a minha caixa postal (ainda bem que você lembrou, tenho que dar uma passada lá pra dar uma espanada nas teias de aranha!). O modo mais fácil de me contatar é mesmo pelo blog, e pelo twitter, se você quiser pode mandar em mensagem privada. Estes são os únicos que eu confiro diariamente. Espero que a minha vida fique um pouquinho mais tranquila para poder curtir essas “mudernidades” que ainda não tive chance de usar! Não se preocupe em ser “entrona”, não, a sua ideia é excelente, eu é que ando totalmente sem tempo nos últimos meses! Com sorte as coisas vão melhorar logo (dedinhos cruzados)!

      É uma honra ter o meu endereço no seu blog! Nem precisava perguntar, eu é que agradeço imensamente por este privilégio! Obrigada mesmo!

      Um beijo grande, Eve, obrigada pela mensagem e pela força, espero em breve estar com a vida em dia pra curtir essas ferramentas que você falou. Enquanto isso, a gente se vê por essas bandas mesmo! 😉 :mrgreen: Até a próxima! 😀
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 10/09/2010 @ 10:04

  6. Oi Valéria!!

    Beleza então, podemos nos falar pelo blog e também pelo Twitter, mas para poder mandar a mensagem privada precisamos nos “seguir”…rsrsrs… eu já estou te seguindo. O link do meu Twitter é:

    http://twitter.com/HollywoodemCena

    Aí pronto!! Podemos nos comunicar em “Direct Message”…falei chique agora!! Rsrsrsrs…

    Seu link já está lá no meu site, adorei!! 🙂

    Bom, então vamos nos falando…

    Um beijo grande!!

    Comentário por Eve — 10/09/2010 @ 12:46

    • Olá, Eve!

      Eu não tinha ideia que a gente tinha que se seguir para mandar Direct Message! Viu, toda hora tô aprendendo algo novo! 😀 Ah, e já tô te seguindo! 😀

      Ei, chique agora sou eu, com meu link no seu site! Chique nos úrtimo!! 😆

      Amei, Eve, obrigadão por prestigiar o meu trabalho! Eu também adoooro o seu! 😀
      Um beijão e até a próxima então!
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 11/09/2010 @ 17:48


RSS feed for comments on this post.

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: