Dicas de Roteiro

30/10/2011

Escrevendo Fantasia Épica Com Coragem

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 19:55
Tags: , ,

A pedido de um colega nosso, nos próximos dias teremos alguns artigos sobre como escrever fantasia épica. Todos eles serão relativos a como escrever livros de ficção, mas muita coisa se aplica a roteiros também. O artigo de hoje foi tirado do site Epic-Fantasy:

Eowyn and the Nazgul by Nick Deligaris

Fantasia épica é um gênero acerca de heróis assumindo desafios de proporções épicas e superando obstáculos que são aparentemente impossíveis de superar; contudo, o gênero produz romances de multi-volumes do tipo pré-fabricado (seguros) que seguem uma fórmula específica estabelecida por Tolkien e Campbell. Quebre essa tendência em sua própria escrita.

Uma das citações mais ouvidas no nosso mundo, especialmente nos círculos motivacionais e de marketing na Internet é: "Não reinvente a roda." O conselho para o escritor é ler o trabalho de outras pessoas, observar o que é bem sucedido, e seguir as fórmula que eles aperfeiçoaram. Desta forma, você pode ser "bem sucedido" sem ter que executar muito trabalho. Se é isto o que você quer fazer, então eu coloquei a fórmula para você aqui. Em oito etapas fáceis, você também pode ser um romancista de fantasia épica de sucesso.

A fórmula do sucesso:

1. Crie um bando de interessantes personagens não-humanos, como orcs, dragões, elfos ou anões; claro que o seu herói deve ser humano ou quase humano
2. Coloque-os em um mundo fantástico repleto de lugares mágicos e secretos
3. Inicie o seu romance com algo emocionante para fisgar o leitor
4. Mantenha a ação em movimento – insira uma série de pequenos obstáculos que precisem ser superados
5. Prenuncie que algo realmente grande irá acontecer (não vai acontecer neste romance, todavia – se é que um dia irá acontecer)
6. Crie duas coisas importantes que irão acontecer, e quando elas forem resolvidas, elas se anulam mutuamente para que o enredo não avance nem um pouco
7. Elabore um grande acontecimento para o próximo romance (prometa a lua)
8. Repita os passos 3 a 7 no próximo romance

Antes de seguir esta fórmula (que é garantia de torná-lo um romancista rico e bem sucedido em menos de 30 dias) por que você não para e pensa sobre por quê você quer escrever fantasia épica?

Você provavelmente está escrevendo fantasia épica, ou pensando em escrevê-la, por causa do apelo de criar um herói que se pode admirar. Você quer escrever uma história sobre uma pessoa comum (ou hobbit) que vai contra a natureza, ignora a opinião popular, e ainda assim sai triunfante no final. Então, por que você não segue esse caminho em sua própria escrita?

Isto não é um tanto irônico? É meio como assistir a um monte de filmes de Bruce Lee e, em seguida, escrever um livro sobre auto-defesa. É tudo tecnicamente sólido, mas em sua própria vida, você realmente faz isso?

Na Fantasia Épica, o princípio básico tem a ver com coragem – coragem em face de dificuldades insuperáveis ​​ou até mesmo de morte provável, e a coragem para continuar quando o caminho é sombrio. É o que nós admiramos no gênero. É o motivo de lermos o gênero. O pequeno rapaz (frequentemente, ‘pequeno’ é literal, como um hobbit em O Senhor dos Anéis, ou mesmo um coelho, como em Era Uma Vez em Watership Down) supera tudo para fazer o que é certo. Ele luta um conflito interno, batalha com criaturas do mal, e aprende algo sobre si mesmo ao longo do caminho. Os grandes escritores do gênero tiveram essa coragem.

Tolkien foi terrivelmente criticado por seu trabalho, quando foi publicado pela primeira vez. Mas ele acreditava no mundo que estava criando, e perseverou. Stephen King teve a coragem de se movimentar livremente entre diferentes gêneros, mesmo dentro do mesmo livro. Robert Howard teve a coragem de escrever o que ele queria escrever, mesmo nunca tendo ganhado a recompensa financeira que ele merecia. Frank Herbert teve a coragem de lidar com as grandes questões e os grandes temas da vida. E você acha que Harry Potter teria alcançado tais alturas, se J.K. Rowling não acreditasse verdadeiramente em Harry?

Então, onde estão os musculosos escritores batalhadores do mundo da fantasia épica, com a coragem de defender o que é certo? O próximo escritor a avançar o gênero está em algum lugar aí fora? Talvez seja você?

Alguns conselhos

Tenha coragem! Não escreva algo porque você acha que vai vender. Não almeje algo popular. Não leia os romances de fantasia épica atualmente em voga para seguir a mesma fórmula. Lembre-se: esta é uma das lições básicas da fantasia épica em si – não seguir a opinião popular. Você está escrevendo uma história de fantasia épica e o seu personagem principal, sem dúvida, vai enfrentar desafios em escala épica. Tenha a coragem de fazer a mesma coisa. Crie algo novo.

É sobre ideias

Fantasia Épica não é realmente sobre assassinato de dragões e resgate de princesas. É sobre um significado mais profundo. É sobre encontrar sentido na vida. Trata-se de escolher um caminho nunca antes tomado e enfrentar os desafios desconhecidos que esperam. Siga o mesmo caminho em sua vida e em sua escrita.

Esqueça a gramática – por enquanto

Muitas vezes um escritor fica preso em estrutura de frases, gramática e uma série de outras minúcias técnicas. Você vai abrir novos caminhos. Deixe a história crescer e as ideias fluírem. Preocupe-se com a gramática mais tarde. Por enquanto você deve apenas escrever. Bote suas ideias no papel. O mundo está esperando pelo seu livro. Arrisque-se e vá contra a corrente da crença popular. O mundo vai lhe agradecer por isso.

Precisa de uma ajuda?

Se você escreveu um romance de Fantasia Épica que você acha que é corajoso, e que nenhuma editora vai tocar nele porque é arriscado demais, então, envie o manuscrito para mim. Se eu concordar que é algo especial, algo digno de um herói, vou publicá-lo, mesmo se tiver que pagar por isso eu mesmo. Sem nenhum agradecimento necessário e nenhuma recompensa financeira levada em consideração. Apenas pense em si mesmo como Bilbo e em mim como o seu Sam Gamgi.

Nota da Tradutora: O autor não colocou nem seu nome, nem o endereço de e-mail para contato no artigo. No entanto, através do link abaixo você pode mandar suas dúvidas (em inglês) para ele:

http://www.epic-fantasy.com/Help/ask_question_form.htm

Frodo-and-Sam-lord-of-the-rings-1024-768

Boa escrita pra você hoje! =)

2 Comentários

  1. Olá Valeria,
    Concordo plenamente com o seu post.
    Como já comentei em seu blog anteriormente, estou debruçado em minha obra dando vida aos personagens. É uma pedreira a ser quebrada todos os dias, mas sem coragem, fé e amor no que se faz, fica impossível seguir em frente.
    Se você não acreditar no que está contando, quem acreditará?

    Um abraço.

    Comentário por Edson Gomes — 31/10/2011 @ 11:12

    • Oi, Edson!

      Tem toda razão, as outras pessoas, os não-escritores, não sabem o quão duro é dar à luz a personagens, histórias, mundos e universos que nascem da nossa imaginação. Como você disse, nossa crença, coragem, fé e amor é que são nosso combustível, e nas horas de insegurança e dúvida, acabam sendo também nossos esteios e salva-vidas.

      Que acreditemos de coração no que escrevemos, é o meu desejo para todos nós, sempre! :mrgreen:

      Um abraço grande, Edson, uma ótima semana pra você! =)
      Valéria Olivetti

      Comentário por valeriaolivetti — 31/10/2011 @ 17:38


Feed RSS para comentários sobre este post.

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.255 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: