Dicas de Roteiro

02/07/2010

Os Cinco Melhores Concursos de Roteiro

Filed under: Roteiro — valeriaolivetti @ 10:03
Tags: ,

Olá! O artigo de hoje é um complemento àquele sobre os melhores concursos de roteiro (associações). Este texto foi escrito por Mark Albracht para o site Associated Content. Aqui ele também incluiu o concurso do Nicholl, que é uma associação de roteirismo, por isso outros da lista também podem ser, eu realmente não sei.

sucesso

Não Torre a Sua Taxa de Inscrição Com Qualquer Concurso de Roteiro Obsoleto

Se você embarcou na carreira de roteirista nos últimos dez a quinze anos, provavelmente é difícil imaginar uma época quando não havia uma centena de concursos de roteiro, todos competindo para “destrancar as portas de Hollywood” para você. Em troca de sua taxa de inscrição, é claro. E enquanto o seu manuscrito trata de seguir o seu caminho para o fundo da represa da subjetividade.

Mas, de fato, antes dos anos 1990 você podia contar em uma mão o número de concursos abertos aos aspirantes a roteirista. Você podia contá-los numa pata de três dedos de uma preguiça, também.

O Samuel Goldwyn Awards começou em 1955 premiando em dinheiro e um pé dentro da indústria cinematográfica para os alunos da Universidade da Califórnia.

O Nicholl Fellowship foi lançado em 1986 e também era inicialmente aberto apenas a estudantes de faculdades da Califórnia. Em 1989, o Nicholl se expandiu para incluir qualquer residente dos Estados Unidos que não tivesse vendido ou assinado um contrato de opção de um roteiro de longa-metragem de cinema ou de TV.

O Chesterfield Writer’s Film Project – criado pela Paramount Pictures e a Amblin Entertainment – juntaram-se à dupla acima em 1990. Daí em diante, uma enorme quantidade de novos concursos de roteiro surgiu aproximadamente todos os anos, até que, em 2000, os concursos de roteiro tornaram-se uma indústria caseira.

O site FilmMakers.com atualmente lista 301 concursos de roteiro ativos que vão dos maiores – Goldwyn e Nicholl – até todos os nichos que você possa imaginar – O Concurso de Roteiro de Curta-Metragem Copa do Governador do Novo México, por exemplo.

O site também indexa 107 concursos já extintos. Acrescente o número incontável de concursos que vêm e vão com uma fanfarra mínima e aí está um monte de informação para se selecionar. Como um escritor sabe quais desses valem a pena entregar de vinte a cinquenta dólares para entrar?

Se o seu roteiro ou a sua origem demográfica se encaixa num concurso de um nicho em particular, então vá em frente e envie o seu roteiro. A dimensão dos novos concursos e dos de nichos remontam aos primeiros tempos dos concursos de roteiro. O primeiro Nicholl Fellowship teve apenas 99 inscrições. Essas são probabilidades fantásticas quando comparadas aos mais de 6.000 aspirantes a associados cujos roteiros o disputaram em 2008.

Mas se você quer abrir caminho através dos maiores concursos, os concursos com maior notoriedade e prêmios, você precisará de um guia. Aqui estão o que eu considero os cinco maiores concursos de roteiro para se apostar.

1. Bluecat

Gordy Hoffman lançou o Concurso de Roteiro Bluecat em 1998. E foi um começo muito humilde, com um prêmio principal de 2.000 dólares e o nome do vencedor impresso no Hollywood Reporter. Mas, ao longo dos últimos dez anos, a popularidade deste concurso tem crescido graças à algumas inovações muito amigáveis ao escritores forjadas pelo fundador e sua equipe. O resultado final da criatividade do concurso de Hoffman é que o Bluecat simplesmente tornou-se o concurso de roteiro mais interessante no qual um escritor aspirante pode participar.

Antes de tudo, a grandeza do Bluecat está no fato de que cada um dos inscritos recebe observações sobre o roteiro. Enquanto o funcionamento interno da maioria dos concursos é misterioso e sem dúvida faz muitos escritores imaginarem o quanto de seus roteiros foram realmente lidos antes de serem chutados, você obtém uma síntese conveniente e profissionalmente apresentada de seu roteiro vinda de uma fonte imparcial. Conforme a popularidade do Bluecat estourou (384 roteiros competiram no primeiro concurso, enquanto um pouco menos de 3.000 clamavam por aclamação em 2008), a qualidade da cobertura não foi afetada em nada.

Com uma taxa de inscrição de 65 dólares, pelo menos o Bluecat serve como um serviço de crítica baratinho, mesmo se o seu roteiro não conseguir passar da primeira rodada.

Outra inovação é que o Bluecat abraçou a revolução sem papel. Enquanto alguns concursos ainda exigem que uma cópia em papel seja impressa e enviada por correio-lesma para a sede, o Bluecat passou para as remessas exclusivamente eletrônicas em 2007. Esta é uma grande economia de tempo e dinheiro para os escritores, que sempre podem utilizar um pouco mais de ambos.

Com este aumento de popularidade, o Bluecat tem sido capaz de aumentar as ofertas de prêmios, que agora são de 10.000 dólares para o vencedor e 1.500 dólares por obra para os vice-campeões. O concurso também tem visto um aumento de ofertas para os escritores, de acordos de produção, contratos de representação ou inscrições em laboratórios de cineastas.

Com uma taxa de participação um pouco menor do que outros grandes concursos de roteiro, um prêmio principal decente, uma boa reputação em lançar carreiras, e um parecer sobre o roteiro de cada um dos participantes, o Bluecat deveria ser o primeiro em sua lista de concursos para entrar.

2. Nicholl

O avô de todos eles. E ainda o concurso mais recompensador para se vencer. Mas também o mais competitivo. O simples tamanho desse negócio faz com que seja quase como uma loteria. Começou em 1986 por Gee Nicholl após a morte de seu marido, o escritor de TV Don Nicholl (Three’s Company, The Jeffersons, All in the Family), para ajudar escritores de cinema e TV a começarem suas carreiras.

E a varinha de condão do Nicholl Fellowship para talento não é rivalizado por nenhum outro concurso de roteiro, descobrindo tipos como Allison Anders (Sonhos Femininos, Minha Vida Louca), Susannah Grant (Erin Brockovich, Pegar e Largar, O Solista), Ehren Kruger (O Suspeito da Rua Arlington, Jogo Duro, O Chamado), Andrew Marlowe (Força Aérea Um, O Homem Sem Sombra), Mike Rich (Encontrando Forrester, Desafio do Destino) e o romancista ganhador do Prêmio Pulitzer, Jeffrey Eugenides, cujo livro As Virgens Suicidas foi adaptado e filmado por Sofia Coppola.

O pedigree faz com que vencer um Nicholl seja altamente valorizado pela indústria de cinema e TV em geral. Ter um desses em seu currículo abre muitas portas.

A recompensa por vencer um Nicholl Fellowship é também incomparável, dando um prêmio de 30 mil dólares para cada um dos cinco escritores a cada ano, enquanto exige uma das mais baixas taxas de inscrição entre todos os concursos de roteiro, de 30 dólares.

O Nicholl também é um concurso só para amadores. Qualquer pessoa que tenha feito mais de 5 mil dólares escrevendo para cinema ou televisão está consequentemente desqualificado da competição. O benefício disto deve ser óbvio para qualquer aspirante a roteirista.

Então, quais são as desvantagens?

Com 6 mil inscrições por ano, quase todo roteirista amador dos Estados Unidos (e de outros lugares) entra no Nicholl – especialmente os melhores destes amadores. Assim, enquanto o seu roteiro pode ser anos-luz melhor do que os inferiores três ou quatro mil inscritos, uma vez que as coisas fiquem reduzidas aos mil melhores, a sua escrita irá correr cabeça a cabeça contra todos os outros roteiros prodígios do universo. E não se iluda de que você é o único.

Além disso, nada de feedback. Uma vez que o seu roteiro é cortado da competição, é isso. Melhor sorte no próximo ano.

Escreva um roteiro fantástico. Entre no Nicholl. Você seria um tolo de não fazer isso. Mas as chances de ganhar e a falta de uma crítica coloca o Nicholl um pouco atrás do Bluecat, em minha opinião.

3. Scriptapalooza

Iniciado em 1998, o Scriptapalooza inclui tanto categorias de cinema quanto de TV. O prêmio principal é de 10 mil dólares, mais um bando prêmios relacionados a roteirismo, tal como software de roteiro e coisas do tipo.

Mas o que torna o Scriptapalooza um concurso que vale a pena entrar, é que seus vencedores e finalistas consistentemente atraem um interesse bastante intenso de Hollywood. Se você vai para as páginas de “manchetes” do site deles, você encontrará uma lista longa e impressionante de vendas de roteiros, contratos de representação e solicitações de leitura.

Existem duas razões para isto. A primeira é que todos os roteiros inscritos são lidos por produtores, empresários e agentes na ativa, ao invés dos amigos, família, estagiários e pessoas sem-teto nos quais os outros concursos parecem depender para suas coberturas. A segunda razão é que as pessoas que dirigem o Scriptapalooza promovem ativamente os seus finalistas por um ano inteiro depois de cada competição. O presidente do concurso, Mark Andrushko, disse uma vez que seu objetivo final no Scriptapalooza era arranjar representantes para os escritores ou conseguir que seus roteiros fossem vendidos ou contratados como opção. De fato, o Scriptapalooza atua como uma autêntica agência para todos os seus finalistas por um ano inteiro.

A taxa de inscrição é de 50 dólares.

Uma breve tangente

Antes de chegar ao nº 4, eu pensei em divagar um instante sobre algo. E é sobre o quão opressor pode ser entrar em alguns destes concursos. Tudo por causa dessa desagradável coisa da subjetividade.

Ver uma lista dos 500 ou mais quarto-finalistas (dentre os milhares que entraram) sem a sua obra mais recente incluída, é uma experiência bastante humilhante. Ela pode fazer você querer jogar a toalha e procurar alguma saída criativa nova.

Deixe esses sentimentos passarem. Esforce-se para ficar melhor. E lembre-se que, com toda a probabilidade, o seu roteiro era tão bom quanto qualquer um dos 500 roteiros que foram escolhidos. Ele só não aconteceu de conectar-se com a sensibilidade de um indivíduo isolado.

O escritor de cinema e televisão, Doug Molitor (Full Moon Fever), disse o seguinte da sua experiência em concursos: “Eu devo ter inscrito 10 roteiros (de cinema e TV) no Scriptapalooza, e nunca consegui passar da primeira rodada. Então, o número 11 – um roteiro de especulação de Boston Legal – venceu. Eu ainda não tenho ideia de por quê aquele se saiu tão melhor do que o resto.”

Então, se você entrou em três ou quatro concursos e não teve sorte, apenas considere o que Molitor passou antes ganhar tudo. Dez rejeições completas. Para um escritor profissional, cuja carreira tem sido consistente e plena por mais de 20 anos, esse deve ter sido um chute bem no saco de seu ego. Mais uma vez, ele acreditou o suficiente em seu material para enviar o número 11.

4. Script Pimp

Lançado em 2002 por Chadwick Clough, o Script Pimp causou um grande impacto no mundo dos concursos de roteiro em um espaço de tempo surpreendentemente curto. Anunciando-se como uma “Fonte de Informações Para Filmes Cinematográficos”, este concurso faz exatamente isso, visto que mais de 150 companhias produtoras têm procurado os roteiros dos finalistas, e um bom número desses contatos têm levado a acordos de produção.

O concurso também limita a participação profissional, apesar de não ao ponto rigoroso do limite de 5 mil dólares do Nicholl. Nenhum escritor que tenha feito mais do que 15 mil dólares com um roteiro de cinema ou TV é elegível para participar. Produtores e diretores creditados são proibidos também.

O Script Pimp gosta de dividir a riqueza ao distribuir seus prêmios. Há quatro vencedores de seu grande prêmio – cada obra recebendo 3 mil dólares. E os 20 vice-campeões recebem 200 dólares cada. E, como alguns outros concursos, há muitos prêmios concedidos relacionados a roteirismo.

Porque é um concurso relativamente jovem, o número de participantes ainda é bastante baixo, um pouco mais de mil por ano. Se você é um escritor à procura de boas chances sem sacrificar uma boa recompensa, este é o certo para conferir.

5. Austin Heart of Film

O Concurso de Roteiro Heart of Film atua em conjunto com o Festival de Cinema de Austin, e divide o seu conteúdo em categorias de gênero. O que faz sentido. Por que tentar comparar uma comédia com um drama? Há, inclusive, uma subdivisão para os escritores de ficção científica. Os prêmios principais das categorias de drama e comédia são de 5 mil dólares cada, mais o reembolso da passagem aérea para Austin e as diárias do hotel enquanto você estiver lá.

Como Austin desenvolve-se como uma alternativa formidável para Los Angeles em termos de produção cinematográfica, este concurso de roteiro é ótimo para os escritores que esperam entrar de cabeça em uma trajetória no cinema independente, ao invés de trabalhar no sistema dos estúdios de Hollywood.

Começando em 1994, a Conferência de roteiristas do Heart of Film foi concebido para colocar roteiristas amadores em contato direto com profissionais ativos da indústria, inclusive escritores, produtores e agentes. Assim, enquanto o prêmio de 5 mil dólares é legal, ser um convidado de destaque na conferência é potencialmente muito mais recompensador.

O concurso está aberto apenas para “escritores que não ganham a vida escrevendo para cinema ou televisão”. Mas, diferente do Nicholl e do Script Pimp com seus limites de ganhos definidos, esta é uma afirmação muito suscetível de interpretação. Ainda assim, você pode apostar que a vasta maioria dos colegas participantes provavelmente não ganhou um único tostão escrevendo roteiros.

A taxa de inscrição é de 40 dólares para roteiros de longas de cinema e 30 dólares para roteiros de longas de TV.

Menções Honrosas

Além dessas cinco, há uma série de grandes competições. Sendo breve, o Concurso de Roteiro Slamdance tem seguido forte por 15 anos (sempre um bom sinal). O vencedor recebe 5 mil dólares, e essa também é uma competição apenas para amadores. O concurso também oferece feedback mas, diferente do Bluecat, você tem que pagar um extra por isso.

O Concurso de Roteiro da Fade In Magazine’s Writer’s Network é um veterano de 16 anos no mundo dos concursos. Este concurso oferece mais de 10 mil dólares em prêmios, está aberto à ficções e peças de teatro, assim como roteiros, e permite até duas obras por inscrição. O mais importante, vencê-lo realmente faz você entrar na memória de produtores e agentes por um tempo.

Se você tem um roteiro de curta-metragem, o Concurso de Roteiro de Curta-Metragem American Gem é um ótimo concurso para enviá-lo. O prêmio principal é de mil dólares, além do que o roteiro vencedor é transformado num filme de curta-metragem. A taxa de inscrição varia, dependendo do tamanho do roteiro, mas se o seu está limitado a menos de 45 páginas – envie-o. Ter um filme de curta-metragem é uma ótima maneira de arrombar algumas portas em Hollywood. É também um bom jeito de convencer os seus céticos pais de que você está realmente chegando em algum lugar. Fale sobre ganhar um prêmio!

vencer

Eu não sei se todos estes concursos aceitam inscrições de não-americanos, é necessário ler as regras de cada um deles. Vou postar nos próximos dias algumas regras do concurso Nicholl, pra terem uma ideia do que eles exigem. Uma boa escrita pra você hoje! E boa sorte!! ;-) :mrgreen:

1 comentário

  1. Pois é, amigo, eu gostaria de saber se quem mora fora dos Estados Unidos pode se candidatar.
    Abçs.

    Comentário por LUIZ FELIPE PETRUCELLI — 21/09/2010 @ 14:07


Feed RSS para comentários sobre este post.

O tema Rubric. Blog no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.237 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: